• Da Redação

178 prefeituras gaúchas já adotam o Diário Oficial Eletrônico pela Famurs

A Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (FAMURS) coloca a disposição dos seus filiados uma solução prática e econômica para as publicações legais do seu município. Trata-se do Diário Oficial Eletrônico (DOE), que é uma moderna ferramenta que atende todas as exigências legais para publicação de atos do governo municipal, através de publicações legais com grande economia para os cofres municipais.


Conforme a Famurs, o DOE significa uma redução drástica nas despesas da administração, já diminui os gastos com publicação de todos os atos administrativos, licitações, contratos, relatórios, normas e editais. Além da modernização administrativa, o cadastramento das matérias é feito diretamente pelos municípios, com total autonomia e com mais agilidade no processo, sem falar que poderá ser acessado por qualquer pessoa e à qualquer momento.


Em Cachoeira do Sul, está tramitando no momento na Câmara de Vereadores, o Projeto de Lei do Diário Oficial Eletrônico (Pelom 02/21) e uma comissão especial já foi formada pelos vereadores Daniela Santos (PL), a Carolina Larrondo (PP), o Alex da Farmácia (Republicanos), Magaiver Dias PSDB) e Felipe Faller (PSL). A Pelom do DOE visa uma das maiores economias que poderia ser adotada pelo Executivo, na casa dos R$ 500 mil anuais. A Prefeitura de Cachoeira do Sul já possui convênio com a Famurs.


Enquanto isso, a Câmara de Vereadores de Cachoeira adotou o DOE em 2017 e atualmente disponibiliza todos os seus atos oficias com transparência através da internet.


NO RS

Somente no Rio Grande do Sul, 178 dos 497 municípios já adotaram o Diário Oficial Eletrônico, sendo Gramado, uma das últimas a realizar a importante conquista econômica e imparcial.


O que é o DOE?

O sistema de Diário Oficial Eletrônico, é uma ferramenta de publicação de diário oficial / imprensa oficial, que permite a realização das publicações de forma eletrônica diretamente na Internet, com a mesma validade jurídica. Com o Diário Oficial Eletrônico, a própria entidade quem produz e publica as edições do Diário Oficial, tendo total liberdade para publicar o que quiser, sem haver a necessidade de enviar e aguardar o material ser publicado.


Além da economia, a criação Diário Oficial Eletrônico permitirá a atualização diária de informações, atas, editais, leis, chamamentos públicos, decretos, portarias e outras informações de interesse da população e dos servidores com acesso rápido e gratuito. Existe hoje na administração pública uma forte necessidade de aliar tecnologia, agilidade e economia.


Confira as prefeituras que já adotaram o DOE no link abaixo:


http://www.diariomunicipal.com.br/famurs/



Tchê Peq..png