• Lenon Quoos

43 escolas da rede municipal receberam kits Explorador Kids da Smed nesta semana

A Prefeitura de Cachoeira do Sul deu um passo importante nesta semana para incentivar o pensamento computacional e iniciação à programação dentro das escolas municipais. A vice-prefeita e secretária de Educação, Angela Schuh, junto com sua equipe, entregou para 43 escolas o kits Explorador Kids. O material é uma novidade na rede municipal e introduz, de forma lúdica e criativa, diversas práticas e interações através da iniciação à robótica. O material é destinado para utilização com alunos dos níveis A e B da Educação Infantil e 1º e 2º ano do Ensino Fundamental. Ele é composto de um robô, livro didático, acessórios e tapetes didáticos. O investimento em 50 kits foi de R$ 110 mil. Angela explica que, com este material, os educadores poderão trabalhar a construção do pensamento lógico e letramento digital e ainda a introdução aos conceitos matemáticos, tudo dentro de uma linguagem lúdica e que possibilita desenvolver competências e habilidades da Base Nacional Comum Curricular. “O Explorador Kids dá as crianças o protagonismo para desenvolver os seus conhecimentos de maneira divertida. É uma forma deles aprenderem de maneira leve e diferente. Nossos alunos merecem todas as oportunidades possíveis para se desenvolverem”, frisa Angela. FORMAÇÃO – Nesta quarta e quinta-feira, os professores que atuam com alunos dos níveis A e B da Educação Infantil e 1º e 2º ano do Ensino Fundamental receberam uma formação para manusearem o kit e integrá-lo em sua prática pedagógica de forma simples e eficiente. As professoras Nereide Leal Prates e Gessy Costa, da EMEI Recanto dos Baixinhos, participaram do primeiro grupo de formação nesta quarta e ficaram contentes com o novo kit. “Estamos encantadas. Para desenvolver o lado cognitivo das crianças ele é uma riqueza”, destacaram. Nereide, que também é pós-graduada em neuropsicopedagogia, enfatizou que o Explorador Kids é um material amplo para ser usado com os estudantes. “Enquanto estamos aprendendo a mexer com ele já estão passando mil ideias em minha cabeça sobre como levar o material até os meus alunos. Vai ser muito bom”, frisou Nereide.



Texto: Patricia Miranda - Fotos: Eloisa Uliana

Banner para site-1.png