• Da Redação

Açudes nutrem esperanças de safras melhores para produtores da região Centro-Sul


Em meio à estiagem que o Estado está passando, agricultores da região Centro-Sul do Rio Grande do Sul comemoram a entrega de açudes que conseguiram de forma gratuita por meio do Programa de Apoio e Ampliação da Infraestrutura Rural, da Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), parceira da Emater/RS-Ascar. Somente na região Centro-Sul estão sendo entregues 110 açudes que fazem parte dos lotes 6 e 7 deste programa. Os açudes são destinados para irrigação em propriedades rurais e de pecuaristas em Arambaré, Chuvisca, Camaquã, Cristal, Cerro Grande do Sul, Dom Feliciano, Tapes, Tabaí, Sertão Santana, Sentinela do Sul, Mariana Pimentel, Barra do Ribeiro e Barão do Triunfo.

Foto: Divulgação

Em Barão do Triunfo, Sérgio Bonnes Budelon nutre a esperança de utilizar a água que será armazenada no açude para o cultivo de hortaliças, milho e feijão. A família pretende, assim, minimizar as perdas com a estiagem e ter mais condições de produção, já que a filha de 18 anos está se capacitando (fez o curso de Desenvolvimento e Empreendedorismo para a Juventude Rural organizado pela Emater/RS-Ascar) e pretende dar continuidade às atividades rurais. “Nós perdemos bastante das plantações de subsistência neste ano em função da estiagem e por isso o novo açude será importante. Queremos utilizar ele para reservar água e irrigar as plantações, quando necessário”, explica a filha Michele. Um dos planos dela é utilizar a irrigação em um parreiral que está sendo estruturado, com o auxílio da Emater/RS-Ascar local. O objetivo é diversificar a propriedade, que tem como principais culturas a produção de milho e carvão, além de plantações e criações destinadas à subsistência da família. Além da propriedade dos Budelon, outros 11 açudes foram construídos em Barão do Triunfo. Um destes fica na propriedade de Volnei Bridi, que considerou excelente ter um açude a mais na propriedade, que contribuirá na irrigação de pastagens destinadas à criação de gado leiteiro. Mais um motivo para o jovem Mateus, de 23 anos, ficar na propriedade.

Em Mariana Pimentel não é diferente. Antoninho Vargas Cavalheiro, que tem 2,5 hectares e se dedica, principalmente, ao cultivo de batata-doce, está feliz e achou uma grande vantagem ter um açude na propriedade. “Nós não tínhamos reservatório de água e achamos muito bom e vantajoso para conseguir irrigar. Esperamos que as coisas melhorem, que cada vez melhore mais”, ressalta o produtor. Sua família recebeu nesta terça-feira (05/05) a visita dos extensionistas da Emater/RS-Ascar, Marcelo Biassusi e Fernanda Silva Correa, além do integrante do Departamento de Infraestrutura e Usos Múltiplos da Água (Dinfra - Seapdr), André Borba Affonso, que fizeram vistoria do açude construído na propriedade. Pelo Programa de Apoio e Ampliação da Infraestrutura Rural, os agricultores recebem não só o serviço mecanizado, feito com escavadeira hidráulica, mas também acesso ao projeto técnico, regularidade ambiental e outorga do uso da água pelo Sistema Unificado de Outorga do Rio Grande do Sul (Siout). A Emater/RS-Ascar, enquanto parceira da Seapdr, elabora os projetos, repassa orientações técnicas de cuidado e manejo e faz o acompanhamento dos serviços, além de emitir laudos de fiscalização e conclusão dos açudes nos municípios envolvidos. Segundo o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Marcelo Biassusi, o programa tem como objetivos apoiar a construção de estruturas de reserva de água para a expansão da prática da irrigação entre os agricultores e pecuaristas, almejando estabilidade nas suas produções, frente aos recorrentes quadros de estiagens que ocorrem no Estado. “O bom é que assim os agricultores já poderão se organizar para os próximos plantios, de forma que não tenham perdas em decorrência do calor intenso e da falta de chuvas”, destaca. O Programa de Apoio e Ampliação da Infraestrutura Rural ainda beneficiará produtores de Santa Maria do Herval, Três Coroas, Cidreira, Osório, Torres e de Caraá que estão inclusos no lote 15.

1/1170