top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Afetados pela enchente comparecem ao Dia D, mas mesmo assim sobrará doações



Dezenas de cachoeirenses foram buscar os kits de doação de alimentos e produtos de higiene, limpeza, água e fraldas no pavilhão da Fenarroz nesta terça-feira, 4 de junho, durante o dia D de Humanização, destinado aos afetados pela enchente história que assolou o município no mês de maio.


A secretária de Inclusão Social, Carin Ache, enfatizou que tudo foi pensado para dispensar todos os donativos para a comunidade de Cachoeira do Sul. O objetivo da ação comunitária era atender as mais de mil pessoas que foram cadastradas e que ainda não haviam retirado as doações. Os desalojados que retiraram o seus kits de alimentação no início da mobilização também podem buscar o seu kit de limpeza. "Na semana passada fizemos um trabalho em conjunto com os grupos da assistência, os CRAS, e organizamos o pavilhão da Fenarroz com todos os donativos separados através de uma triagem", contou.

Carin ainda disse que esperava maior procura por parte da população e que agora e equipe fará uma contagem para analisar o que sobrou para realizar uma nova atividade na próxima semana com o intuito de disponibilizar tudo para a comunidade. "A nossa ideia é até a semana que vem é repassar tudo que está aqui no pavilhão para as pessoas. Continuamos com quase 100 pessoas nos dois abrigos e nossos colegas dos Cras estão trabalhando de segunda a segunda nestes locais para atender da melhor forma possível", enfatizou.


Desde o início do mês de maio, são incontáveis as doações recebidas pela Secretaria de Inclusão Social desde que o Rio Jacuí começou a sair do seu leito e deixar famílias desabrigadas e desalojadas. Muitas pessoas entregaram suas doações diretamente na secretaria ou na Igreja São José, que preparava os kits e enviava para a secretaria, que imediatamente fazia a entrega para as famílias em vulnerabilidade naquele momento.


Cachoeira recebeu 8 carretas e 2 caminhões de doações

Desde o dia 8 de maio, a Prefeitura de Cachoeira do Sul recebeu 8 carretas e dois caminhões com doações, carregando água, roupas, alimentos, produtos de higiene e limpeza, entre outros itens. A primeira a chegar veio de Chapecó, Santa Catarina, percorrendo caminhos alternativos e aumentando vários quilômetros de distância percorrida para garantir que as doações fossem entregues. De lá, foram 3 carretas de doações. Na sequência chegaram 1 carreta de Passo Fundo, 1 da Defesa Civil do Rio Grande do Sul (vinda de Santa Maria), 1 de Osasco, 1 caminhão e duas carretas da Defesa Civil de Florianópolis e 1 caminhão da 5ª Região Tradicionalista.


O Dia D de ajuda humanitária, promovido pela Secretaria de Inclusão Social (SMIS) nesta terça-feira (04) atendeu a 420 pessoas. As famílias puderam receber os kits que ainda não tinham sido retirados junto a secretaria. A expectativa era receber cerca de mil pessoas, mas muita gente não compareceu. A ação aconteceu das 13h às 20h, na Fenarroz.


Foram distribuídos kits de alimentação, de limpeza, de higiene, fardos de água, fraldas adulto e infantil e kits com leite. A SMIS agora vai organizar o que restou de ajuda humanitária e a próxima entrega deve ser para as aldeias indígenas.

 

Dia D (terça-feira, na Fenarroz)

 

420 atendimentos

 

130 kits alimentação

278 kits limpeza (balde, rodo, vassoura, detergente, esponja, pano de chão)

356 fardos de água (com 12 unidades)

220 kits higiene (papel higiênico, sabonete, shampo, desodorante)

111 kits de fralda infantil (2 pacotes de fralda e 2 lenços umedecidos)

12 pacotes de fralda adulto

4 kits com leite (3 litros cada)

Imagens: Fatos 24h.

Comments


bottom of page