• Da Redação

Amigos e familiares de Adriano organizam caminhada por justiça

Após a morte trágica de Adriano Oliveira, onde a moto em que estava conduzindo com sua namorada ser atingida por um veículo na Rua Saldanha Marinho na madrugada do último domingo, 15, amigos e familiares se reúnem para realizar um ato de protesto pela morte do amigo.


Segundo Anderson Faber, amigo de Adriano, tudo começou com um grupo de WhatsApp que foi formado para que amigos e familiares organizassem um protesto pela morte de Adriano. " A morte do nosso amigo não pode ficar impune, ele era amado por todos na cidade", desabafa Anderson. O grupo decidiu realizar uma caminhada neste sábado, 21 de agosto, como forma de protesto pela morte de Adriano. Todos irão se reunir na Cinco Esquinas às 15h30 e às 16h partem até o local do acidente, Rua Saldanha Marinho esquina com a Rua Milan Krás, no Centro da cidade. Um evento foi criado no Facebook por outra amiga de Adriano, Tati Nunes, com informações sobre o protesto que o grupo irá realizar. Já são mais de 200 pessoas que confirmaram presença na caminhada e todos irão usar camisetas brancas ou pretas.



Link do evento no Facebook com maiores informações

https://www.facebook.com/events/136704601974538/?ref=newsfeed Motorista afirma que não viu a moto O motorista envolvido no grave acidente que resultou na morte do jovem Adriano de Oliveira Aires se apresentou à 1ª DP na terça-feira, 17, e, alegou que não viu a moto e que não percebeu a colisão, ocorrida na madrugada do último domingo. Após ser interrogado, o homem foi liberado.


Tchê Peq..png