• Da Redação

Após reunião, prazo para testagem é prorrogado e valor de testes cai para R$ 68

Na tarde desta terça-feira, 1º de junho, o prefeito José Otávio Germano recebeu representantes de entidades comerciais, industriais e de serviço para tratar da testagem de funcionários, prevista pelo Decreto Municipal 53/2021. “Queremos encontrar os positivados e fiscalizar o isolamento para que se interrompa a circulação do vírus”, disse o prefeito, explicando que a Defesa Civil e a Secretaria Municipal da Saúde intensificarão, a partir de amanhã, a fiscalização do cumprimento do isolamento de casos positivados. Ainda como justificativa à estratégia da testagem e da fiscalização dos positivados, a Procuradora Juliana Flores explicou que essa é uma das recomendações do grupo técnico da Secretaria Estadual de Saúde. “O Município não tem condições de testar toda a população”, disse a advogada, acrescentando que nos meses de abril e maio a Prefeitura realizou mais de 7 mil testes e seguirá testando a comunidade, assim como os servidores públicos.

Novos prazos – A reivindicação de maior prazo para a realização da testagem, uma das demandas dos representantes das entidades, foi atendida pelo prefeito José Otávio. As empresas terão até o dia 11 de junho para testar 50% dos funcionários e até o dia 18 de junho para encerrar a testagem. Além disso, o prefeito informou que conversou nesta manhã com representantes de seis laboratórios e três redes de farmácias, solicitando que os mesmos oferecessem valores menores para a realização dos testes. “Temos quatro laboratórios e três farmácias que farão os testes por 68 reais”, explicou o prefeito. Os laboratórios Dalmolin, Santa Clara, Enzilab e Mombelli e as farmácias Agafarma, São João e Panvel aceitaram diminuir o valor para as testagens.

“Eu quero deixar aberto, quero que as pessoas trabalhem, quero comércio e indústria funcionando, mas eu preciso que confiem nessa estratégia”, concluiu o prefeito.

Foto: Ascom Prefeitura

Tchê Peq..png