top of page
  • Lenon Quoos

Aplicativo para servidores do Estado passa a contar com simulador de tempo de aposentadoria

Servidores do Estado agora contam com mais uma ferramenta para planejarem o futuro: o simulador de tempo de aposentadoria. A funcionalidade passou a ser oferecida no aplicativo Servidor RS, que conta com mais de 83 mil usuários, entre colaboradores ativos, inativos e pensionistas. A novidade foi anunciada nesta terça-feira (29/8), em evento para servidores de diferentes áreas no Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff), em Porto Alegre. O encontro marcou o aniversário de três anos do aplicativo.

Até então, o simulador só podia ser acessado via computador ou notebook, por meio do Portal do Servidor. Agora, passou a ser ofertado dentro do aplicativo, com um design mais simples e acessível. Com ele, é possível simular o tempo já trabalhado no serviço público e na iniciativa privada, a partir da base de dados já incluídos previamente no sistema de recursos humanos do Estado.

Clicando na aba “Períodos averbados”, os servidores podem conferir se já adicionaram todas as suas passagens por outras empresas ou órgãos públicos antes de ingressarem no Estado. Na aba “Simulador”, é possível ver a contagem de dias necessários até a aposentadoria, conforme cada uma das regras disponíveis, como idade ou tempo de serviço. O aplicativo também informa quais requisitos ainda precisam ser preenchidos. Para servidores que possuem mais de um vínculo com o governo, é possível ver cada um separadamente.

Nesta primeira versão, as regras vigentes são as do Regime Jurídico Único. Categorias que possuem regimes diferentes, como magistério, Brigada Militar e Polícia Civil, ainda não estão contempladas. Técnicos estão trabalhando para poder oferecer a funcionalidade também para esses grupos.

Durante o evento, o subsecretário do Tesouro do Estado, Eduardo Lacher, destacou a parceria entre diferentes áreas do governo para chegar à versão atual do aplicativo. Para ele, a discussão com servidores fez com que a ferramenta passasse a ter cada vez mais aprovação pelos usuários.

“Temos de devolver para a sociedade aquilo que ela espera. A tecnologia existe para as pessoas. Estamos sempre buscando entender o que é de maior valor para os servidores”, afirmou.

A diretora de Soluções Digitais do Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio Grande do Sul (Procergs), Karen Maria Gross Lopes, reforçou os três eixos principais do Servidor RS – inovação, experiência do usuário e relacionamento –, lembrando que, por muitos anos, o governo trabalhou sem tanto contato direto com o público. “Fomos constantemente desafiados pelo Tesouro a fazer diferente. A missão foi desenvolver o melhor aplicativo de relacionamento com o governo”, enfatizou.

Demanda de usuários

O simulador foi desenvolvido a partir da demanda de servidores, que participaram de pesquisas e de uma série de oficinas de experiência do usuário. Antes de chegarem ao público geral, as soluções foram validadas pelos colaboradores.

A professora Karen Sartori Frederico, docente na Escola Técnica Parobé e supervisora da Escola de Ensino Normal Primeiro de Maio, ambas em Porto Alegre, foi uma das servidoras a participar das oficinas. Para ela, a preocupação do Estado em ouvir os usuários contribuiu muito para que uma versão melhor do aplicativo, que está em constante atualização, fosse desenvolvida. “Nós pudemos experimentar os recursos, fomos provocados a pensar. E, assim, melhoraram o layout, por exemplo. Com o aplicativo, consigo aproveitar mais o meu tempo, sem ter que sair de casa para buscar uma informação”, relatou.

Escriturário do Instituto-Geral de Perícias (IGP), o servidor Júlio Cesar Escouto Gouvea também foi uma das pessoas que contribuíram com as atualizações. “O diferencial é que nossas demandas foram escutadas”, elogiou.

Recursos

A nova funcionalidade é a 15ª disponível. Os recursos variam conforme o perfil do usuário:

  • simulador de aposentadoria;

  • contracheque;

  • comprovante de rendimentos;

  • consignações;

  • férias;

  • indenização de férias e licença-prêmio;

  • frequência e afastamentos (somente consulta);

  • licença-prêmio (somente consulta);

  • Requisição de Pequeno Valor (RPV);

  • teletrabalho;

  • dependente previdenciário;

  • histórico funcional;

  • recadastramento de inativos;

  • recadastramento de pensionistas;

  • fale conosco.

Outras três funcionalidades já estão sendo planejadas e devem ser as próximas disponibilizadas, ainda sem data definida: autorização de consignações, registro de frequência e solicitação de licenças e afastamentos.

Lançado em 20 de agosto de 2020, o Servidor RS já registrou mais de 6 milhões de interações. Em 2023, o aplicativo ficou entre os 20 finalistas da categoria “Governo estadual” do prêmio iBest – premiação que reconhece projetos pioneiros na internet a partir da votação popular e de especialistas.

O Fórum dos Patrocinadores, responsável pelo aplicativo, reúne servidores do Tesouro e de demais áreas da Secretaria da Fazenda (Sefaz), além da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), da Secretaria de Comunicação (Secom), da Procergs e do IPE Prev.


Como acessar

O aplicativo pode ser baixado em dispositivos móveis na Play Store (Android) e na App Store (iOS). Para uso em computador ou notebook, é possível acessar o site do Servidor RS, a partir do login da conta gov.br. São necessários os selos prata ou ouro.

Imagem: Governo RS.

Comments


bottom of page