top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Aposentados e pensionistas do INSS já podem consultar o valor do benefício com reajuste


Aposentados, pensionistas e beneficiários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) podem conferir os extratos de pagamento a partir desta terça-feira (23). Os valores estão corrigidos, sendo que os segurados que ganham acima de um salário mínimo terão aumento de 3,7%, e os que ganham abaixo do piso nacional receberão o benefício reajustado em 6,9%. Os depósitos referentes a janeiro serão feitos a partir da próxima quinta-feira (25) e seguirão até 7 de fevereiro para quem recebe até um salário mínimo (R$ 1.412).


As datas variam conforme o número final do cartão do beneficiário, sem considerar o último dígito verificador, posicionado depois do traço. Recebem primeiro os aposentados e os pensionistas com benefício com dígito final 1. Já os de dígito final 0 são os últimos.


Para o beneficiário que não tem acesso à internet, é só ligar para o número 135. É necessário informar o CPF e confirmar algumas informações para evitar fraudes. O atendimento ocorre de segunda-feira a sábado, das 7h às 22h.


Para quem tem acesso à internet, é possível consultar pelo site Meu INSS. É necessário fazer login e clicar em "Extrato de Pagamento" na tela inicial para ver todos os detalhes do benefício. Outra opção é pelo aplicativo Meu INSS, disponível para Android e iOS.


Segundo o INSS, atualmente 27,3 milhões de pessoas recebem benefício de até um salário mínimo. Outros 12 milhões ganham acima do piso nacional. Desse total, 5,7 milhões são benefícios assistenciais, como auxílio-inclusão à pessoa com deficiência e idosos, por exemplo.


Simulação

Considerando o reajuste de 3,71% a ser aplicado para quem recebe acima do salário mínimo em 2024, os valores dos benefícios passarão a ser:

• de R$ 2.000, passa para R$ 2.074,20;

• de R$ 4.500, passa para R$ 4.666,95;

• de R$ 5.000, passa para R$ 5.185,50;

• de R$ 6.000, passa para R$ 6.222,60;

• de R$ 7.507,49, passa para R$ 7.786,01.


Aposentadorias sem aumento real

O aumento de 3,7% para quem ganha mais que um salário mínimo é baseado no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), que mede a variação dos preços para as famílias com renda mensal entre um e cinco salários mínimos. Com a variação do INPC, o teto dos benefícios pagos pelo INSS passa de R$ 7.507,49 para R$ 7.786,01.


Fonte: Correio do Povo

bottom of page