top of page
  • Da redação

Assessor do governo Zé, Maiquel Paschoal pede exoneração do cargo

Maiquel Paschoal, o Praianu, assessor do prefeito José Otávio Germano, protocolou um documento pedindo exoneração do cargo que exercia na Prefeitura Municipal a valer a partir desta segunda-feira, 2 de outubro. Praianu foi afastado juntamente com cinco secretários, dois cargos de confiança e o próprio prefeito do governo municipal na semana passada pela Operação Fandango, do Ministério Público do Rio Grande do Sul.


Todos estão sendo investigados por fraudes em licitações e suspeita de corrupção ativa no governo. "Eu preferi sair por conta. Não quero ganhar um centavo dos cofres públicos sem prestar serviços ao município. Minha consciência está tranquila, pois não tenho nada a ver com tudo isso. Acredito que fui afastado e estou sendo investigado porque era bastante ligado ao prefeito", afirma.

Imagem: Arquivo.

Comments


bottom of page