top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Ateliê Livre comemora 40 anos com concerto de música e exposição

Nesta terça-feira, 28, comemoram-se os 40 anos de história do Ateliê Livre Municipal Profº Eluiza Bem Vidal. Em celebração a esse marco, à noite, haverá um concerto dividido em três partes, apresentando um espetáculo ao som de piano, uma performance do Clube de Jazz e a participação da Orquestra Estudantil do João Neves. O evento ocorrerá no auditório da Casa de Cultura Paulo Salzano Vieira da Cunha, localizada na rua Sete de Setembro, 1121, Centro, às 19h30min.


Como parte das comemorações do aniversário, uma exposição está disponível ao público no hall de entrada da Casa de Cultura, apresentando obras resultantes do trabalho dos alunos. Estas obras não seguem necessariamente uma linha de diálogo entre si, mas são unidas pela diversidade de possibilidades visuais proporcionadas pelo barro, material que se transforma em expressão artística nas mãos dos artistas.


História do Ateliê Livre

Fundado em 28 de novembro de 1983, o Ateliê Livre Municipal Profº Eluiza Bem Vidal é fruto da visão da professora Eluiza Vidal, que teve a iniciativa como uma forma de compensar a perda da Escola Superior de Artes de nosso município. Inicialmente sediado na garagem da Câmara Municipal e sob a direção voluntária da homenageada professora, o ateliê ganhou seu nome em sua memória. Hoje em dia, o ateliê encontra-se nas instalações da Casa de Cultura Paulo Salzano Vieira da Cunha.


Cursos - Atualmente no local acontece uma variedade de cursos, incluindo técnica vocal, canto, violino, teclado níveis 1 e 2, musicalização infantil e cerâmica. Além disso, há turmas de oficinas de curta duração, e em breve será oferecida uma oficina de mosaico.


Quem foi Eluiza de Bem Vidal?

Eluiza, nascida em Caçapava do Sul em 6 de agosto de 1913, foi uma professora e artista plástica, graduada em Belas Artes. Ao longo de sua carreira, lecionou artes em escolas da rede municipal e na Escola Superior de Arte Santa Cecília. Além disso, foi a fundadora e diretora do Atelier Livre Municipal, cujas atividades tiveram início em um anexo da Câmara de Vereadores de Cachoeira do Sul.


Como artista, suas obras foram expostas em todo o Estado, conquistando prêmios em várias ocasiões. Em 8 de dezembro de 1992, Eluiza foi oficialmente reconhecida como a patrona do Atelier Livre Municipal, honrando assim sua significativa contribuição para o mundo das artes e para a educação artística na comunidade.




Comments


bottom of page