top of page
  • Lenon Quoos

Audiência pela duplicação da BR-290 e não aos pedágios acontece em Arroio dos Ratos

No próximo dia 25 de maio, às 19 horas, no Clube Última Hora, em Arroio dos Ratos, será realizada uma audiência pública em prol do movimento para Duplicação da BR-290 e Pedágio não.


O evento é promovido pela Associação das Câmaras de Vereadores da Região Carbonífera (Acverc), em parceria com a Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Asmurc), Assembleia Legislativa, por meio da Comissão Especial Para Averiguar a Situação das Rodovias Concedidas no RS, e Câmara de Vereadores de Arroio dos Ratos.


Proposto pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) no governo Jair Bolsonaro, um projeto prevê a concessão do sistema rodoviário que compreende as BRs 116, 158, 290 e 392 no Rio Grande do Sul, em um total de 674,10 km.


A preocupação das lideranças dos municípios das regiões Carbonífera, Costa Doce, Metropolitana e outras por onde passam as rodovias, é a instalação de 13 novas praças de pedágio com tarifas muito elevadas, o que prejudicaria a população e o desenvolvimento das regiões. Além disso, pedem a retomada das obras de duplicação da BR-290, entre Eldorado do Sul e Pantano Grande.


Entenda

Os trechos a serem concedidos são a BR-116, entre Porto Alegre e Camaquã; BR-290, entre o entroncamento com a BR-116 (sentido Guaíba) e o entroncamento com a BR-392, em São Sepé; BR-158, entre o entroncamento com a BR-285, em Panambi, e o entroncamento com a BR-392, em Santa Maria; e a BR-392, entre o entroncamento com a BR-158, em Santa Maria, e o entroncamento com a BR-471, em Santana da Boa Vista.


O projeto prevê a instalação de 13 praças de pedágio, com tarifas entre R$ 2,73 e R$ 10,30.


Recentemente, após o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assumir a Presidência da República, o ministro dos Transportes, Renan Calheiros Filho, e o Ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom/PR), Paulo Pimenta, afirmaram que este projeto está suspenso e que um novo estudo será realizado.


Além disso, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), recebeu aporte de R$ 178 milhões do Governo Federal para a retomada dos trechos 3 e 4 da duplicação da BR-290 (Butiá até Pantano Grande). Os trechos 1 e 2 (Eldorado do Sul até Arroio dos Ratos) dependem de nova licitação.

Imagem: Arquivo.

Comments


bottom of page