• Da Redação

Bolsonaro aumenta imposto pago pelos bancos para reduzir preço de diesel e gás de cozinha

O Governo Federal aumentou a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) dos bancos para compensar a medida de zerar os impostos federais de diesel e gás de cozinha. As mudanças foram publicadas em edição extra do Diário Oficial na noite desta segunda-feira, 1º de março.


A CSLL sobe para ajudar a compor o mix de compensação de tributos para zerar a tributação dos combustíveis, promessa do presidente Jair Bolsonaro, com custo total em torno de R$ 3,6 bilhões.


"Em relação ao diesel, a diminuição estará em vigor durante os meses de março e abril de 2021. Quanto ao gás, a medida é permanente, não possuindo data para ser encerrada. A redução do gás somente se aplica ao GLP destinado ao uso doméstico e embalado em recipientes de até 13 quilos. As duas medidas buscam amenizar os efeitos da volatilidade de preços e oscilações da taxa de câmbio e das cotações do petróleo no mercado internacional", afirmou a Secretaria-Geral da presidência.


Outras duas medidas já estavam na mesa e foram antecipadas pelo Estadão: limitar isenção do IPI para pessoas com deficiência física comprar carros acima de R$ 70 mil e retirar benefício tributário para a indústria petroquímica, o Reiq. A intenção do governo é anunciar as compensações assim que possível.

Fonte: GZH

1/1375