• Da Redação

Brasil vai mapear sistemas integrados de forma remota

O Brasil desenvolveu uma metodologia que vai permitir observar, de forma remota, as áreas de produção em sistemas integrados. Usando inteligência artificial e por meio de satélites, pesquisadores da Embrapa e parceiros projetaram o mapeamento.


A tecnologia é capaz de detectar áreas que usam os sistemas integrados como integração pecuária-floresta (IPF), integração lavoura-floresta (ILF) e integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF). Os dados possibilitam gerar indicadores quantitativos sobre a adoção desses sistemas e, consequentemente, monitorar a expansão da intensificação sustentável no País.



Já é possível detectar áreas com duplo cultivo (soja e milho ou algodão em sucessão, por exemplo) e com integração lavoura-pecuária (ILP) e vem se aperfeiçoando para abranger outros sistemas. Um algoritmo está sendo adaptado para detectar também o sistema plantio direto (SPD). A ideia é gerar dados que poderão ser disponibilizados por regiões, estados, microrregiões, municípios, biomas ou bacias hidrográficas.




Fonte: Agrolink

Banner para site-1.png