• Da Redação

Câmara arquiva processo da vereadora Telda Assis (PT) contra o vereador Felipe Faller (PSL)

Referente ao despacho do memorando de representação por quebra de decoro parlamentar contra o vereador Felipe Faller (PSL) providenciado pela vereadora Telda Assis (PT), o assessor jurídico Marcio Ramos Lisboa da Câmara de Vereadores de Cachoeira do Sul emitiu um parecer sobre a ação do vereador Felipe Faller (PSL), enfatizando que não caracteriza-se como quebra de decoro, conforme o regimento da casa legislativa.


Após a apresentação do parecer jurídico, o presidente da Câmara, Luís Paixão, acatou e arquivou o processo contra o vereador do PSL. "Ainda que a manifestação do vereador Felipe Faller tenha ocorrido de forma inoportuna ou que possa ter cunho irônico ou provocativo, acolho e acompanho o parecer exarado e encaminho a referente denúncia para arquivamento pela falta de robustez objetivas de provas", afirma o despacho do presidente Paixão.


O vereador Felipe Faller afirma que reage com a maior naturalidade possível frente ao arquivamento, já que na sua percepção não houve quebra de decoro. "Foi um requerimento incabível e insustentável, porque em nenhum momento faltei com quebra de decoro", destaca.


SAIBA MAIS

Na última sessão ordinária, ocorrida na segunda-feira, 28 de junho, a vereadora Telda Assis (PT) assumiu a palavra e aproveitou para criticar a conduta do seu colega, o vereador Felipe Faller (PSL), referente ao posicionamento do parlamentar em relação à mobilização contra Bolsonaro e sua gestão da pandemia, ocorrido no último dia 19, em que Faller solicitou a retirada das cruzes colocadas no trevo do Comercial, no ato que integrou as manifestações contra o presidente Jair Bolsonaro e lembrava as vítimas da Covid,


Na quinta-feira, 24, a vereadora protocolou para Mesa Diretora da Câmara dos Vereadores uma denuncia contra o Vereador Felipe Faller, por seus atos de intimidação, de deboche e provocação aos Jovens que faziam uma manifestação no dia 19/Junho que foi organizada em todo país.


A vereadora Telda Assis (PT) afirmou que ainda não havia recebido nenhuma resposta oficial sobre o arquivamento e que irá aguardar o recebimento do parecer da jurídica para dar alguma posição.



Tchê Peq..png