• Lenon Quoos

Cachoeira chega a 36 casos suspeitos de dengue nesta segunda

Além dos dois casos de dengue confirmados até agora pelo Laboratório Central do Estado (Lacen), o Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) já soma 36 pacientes sob suspeita da doença nesta segunda-feira, 28 de março, em Cachoeira do Sul. A equipe do órgão, composta pelos agentes de combate a endemias, deu sequência hoje ao trabalho de revisitação dos imóveis e pulverização de inseticida nos criadouros do mosquito transmissor da doença localizados no Bairro Oliveira - onde foram registrados os dois primeiros casos e onde está concentrada a maioria das suspeitas em averiguação (são 11 pacientes investigados nesta área).


A meta do coordenador do DVS, Luís Adorne, é ir desenvolvendo a varredura dos territórios por etapas, bairro a bairro. Num trabalho preventivo, a equipe está revisitando e aplicando o produto nas 286 residências da primeira etapa da ação e vem estendendo o raio de atuação na área há alguns dias, totalizando até o momento 480 imóveis averiguados.


Outra iniciativa determinada para conter a propagação do contágio será utilizar, a partir da desta semana, a estratégia popularmente conhecida como fumacê, que consiste em dispositivos individuais utilizados pelos aplicadores que emitem uma "nuvem" de fumaça com baixas doses de um agrotóxico que elimina a maior parte dos mosquitos adultos presentes na região. Esta é uma técnica muito utilizada durante períodos de epidemia para eliminar mosquitos e evitar a transmissão de doenças como a dengue, a Zika ou a Chikungunya.


A proposta do DVS é direcionar este tipo de técnica às escolas, nos turnos da tardinha e noite. Paralelamente, o departamento adiantou que vai acionar os agentes comunitários de saúde a agregarem o time de agentes de combate a endemias na tarefa de mobilização das comunidades para a limpeza criteriosa das residências, principalmente em suas áreas externas, eliminando focos de água parada.

ATENDIMENTO MÉDICO

A orientação aos pacientes com sintomas de febre, dor e manchas pelo corpo, náusea, vômitos e dor de cabeça (caracterizada pela dor nos olhos) é que busquem atendimento médico imediatamente, evitando a automedicação. Os testes para dengue são solicitados pelos médicos em qualquer posto de saúde ou ainda podem ser realizados na rede privada (laboratórios da cidade).


Foto: Divulgação

Banner para site-1.png