top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Cachoeira confirma quatro casos de dengue e 8ª Coordenadoria de Saúde emite alerta



A 8ª Coordenadoria Regional de Saúde (8ª CRS) na qual Cachoeira do Sul é a sede e cidade-mãe na região centro do Estado, emitiu um boletim às 16h30min desta quarta-feira, 7 de dezembro, contendo casos dengue notificados por município, com o objetivo de divulgar o cenário atual que não é dos melhores. Isso porque somente em Cachoeira do Sul foram confirmados quatro casos de dengue de 1º de janeiro até agora, dia 7 de fevereiro.


Conforme o coordenador, Júlio Lopes, a população deve se alertar e adotar medidas de segurança para evitar a proliferação do mosquito Aedes Agypti em suas residências, uma vez que a incidência de dengue está aumentando no Estado, que recentemente registrou o segundo óbito, e agora se estende para a região de Cachoeira. "Estou fazendo alerta a toda a Região e pedindo que os municípios foquem na prevenção", ressaltou.


NO ESTADO

A segunda morte por dengue no Rio Grande do Sul em 2024 foi confirmada nesta terça-feira, 6, pelo Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), vinculado à Secretaria Estadual da Saúde (SES). O homem de 65 anos residia em Santa Cruz do Sul, era portador de comorbidades e faleceu no dia 1º de fevereiro.


COMO EVITAR

Os locais que mais atraem o mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, chikungunya e zica, estão nas residências. Por essa razão, a população deve ficar atenta em suas casas para evitar acúmulos de água parada, que podem conter focos do inseto, em especial, nesta época do ano, com os períodos chuvosos, mesclados com dias quentes.

Conforme a legislação vigente, é de responsabilidade de cada morador manter seu imóvel limpo e livre de água parada. As consequências administrativas e judiciais para os donos de imóveis abandonados que não tomam as devidas precauções na prevenção da dengue e outras arboviroses podem incluir multas e, até mesmo, processos criminais.


Para ajudar, ainda mais, no combate ao Aedes aegypti, munícipes podem denunciar imóveis abandonados que estejam contribuindo para a proliferação.


Links úteis:

Ferramenta de apoio à gestão municipal: https://dengue.saude.rs.gov.br/ferramenta_de_apoio.html


bottom of page