• Lenon Quoos

Cachoeira conquista Certificado de Regularidade Previdenciária e fica legível com o Governo Federal

A Prefeitura de Cachoeira do Sul está comemorando a emissão do Certificado de Regularidade Previdenciária (CRP), que estava suspenso há 6 anos. Sem o CRP, o município não poderia contratar empréstimos e financiamentos com o Governo Federal. O prefeito José Otávio Germano atribuiu a conquista ao trabalho dos secretários Leo Zahn (Administração) e Claudio Schlottfeldt (Fazenda) e às ações do Governo Municipal que fizeram com que o regime próprio de previdência fosse regularizado.


Entre as ações estão o pagamento da folha suplementar do FAPS e dos parcelamentos feitos pelos governos anteriores. “Resultado do trabalho de um ano inteiro”, explicou o secretário Leo Zahn. Ele disse ainda que foi necessário corrigir 7 irregularidades, apontadas pela Secretaria de Previdência Social do Governo Federal, para que o CRP fosse emitido.


A emissão aconteceu no dia 18 deste mês e a validade do Certificado é até o dia 17 de agosto deste ano. A cada 6 meses é feita uma renovação, se o Município continuar com a regularidade previdenciária exigida. “Desde 2016, não se pensava em alavancar o crescimento de Cachoeira através de investimentos em pavimentação, habitação, iluminação”, lamentou o prefeito José Otávio.


Agora, com o CRP, o município pode realizar a transferência voluntária de recursos com a União, celebrar acordos, contratos, convênios, ajustes, financiamentos e subvenções, além de liberar recursos de empréstimos e financiamentos por instituições financeiras federais, como é o caso do Avançar Cidades, para pavimentação, e do financiamento para instalação de luminárias LED na cidade.


“Não é uma conquista apenas para o Governo, mas para a cidade, porque as obras e os avanços são em benefício dos cachoeirenses”, pontuou Leo Zahn.

Texto: Eloisa Uliana

Foto: Patricia Miranda

Banner para site-1.png