• Da Redação

Cachoeira do Sul tem saldo positivo de 607 novos postos de trabalho em 2021

Cachoeira do Sul registrou em abril 417 contratações e 334 demissões, com saldo de 83 postos formais de trabalho criados em abril. O número demostra a perda de fôlego na criação de empregos, em relação aos meses de fevereiro e março, seguindo a tendência do país. Ainda assim, o resultado dos 4 primeiros meses de 2021 em Cachoeira do Sul são bem positivos, com a criação de 607 novas vagas de trabalho. E este é o 9º mês consecutivo com números positivos, numa série que começou em agosto do ano passado.


Os setores com melhores desempenhos em abril em Cachoeira foram a Agropecuária, com o incremento de 47 novas vagas; indústria, com 31 novas vagas e comércio, com 16 novos postos. A construção civil ficou estável, com a criação de apenas duas vagas e os serviços tiveram a perda de 13 vagas.


NO BRASIL

O Brasil criou 120.935 postos de trabalho com carteira assinada em abril e apesar do saldo positivo, ele também é o menor desde dezembro de 2020. O estado do Rio Grande do Sul seguiu esta mesma tendência e o saldo do emprego no mês passado teve apenas 575 vagas incrementadas no mercado formal de trabalho, pior marca desde dezembro do ano passado.


DESOCUPADOS

A taxa de desocupação no Brasil subiu 0,8 ponto percentual e fechou o primeiro trimestre de 2021 em 14,7%, na comparação com o último trimestre do ano passado, quando o indicador estava em 13,9%. Segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, divulgada nesta quinta-feira, 27, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), são 880 mil pessoas a mais que estão sem ocupação, totalizando 14,8 milhões em busca de emprego. Conforme a analista da pesquisa Adriana Beringuy, esta é a maior taxa e o maior contingente de desocupados desde o início da série histórica, em 2012.

Fonte: Caged


Tchê Peq..png