• Da Redação

Cachoeira permanece com bandeira vermelha na 35ª rodada do mapa definitivo

Com o indeferimento nesta segunda-feira, 4 de janeiro, dos quatro pedidos de reconsideração ao mapa preliminar da 35ª rodada do Distanciamento Controlado, o Rio Grande do Sul volta a apresentar em uma região a classificação mais alta prevista no modelo, depois de duas semanas sem bandeira preta.


No mapa definitivo desta rodada, com vigência a partir desta terça (5/1) até a próxima segunda-feira (11/1), a região de Bagé fica na cor preta, que representa risco altíssimo para coronavírus. Outras 13 regiões ficam em bandeira vermelha (risco epidemiológico alto) e sete em bandeira laranja (risco médio) – Santa Maria, Uruguaiana, Taquara, Novo Hamburgo, Guaíba, Cruz Alta e Erechim.


RESUMO DA 35ª RODADA


BANDEIRA PRETA (1): Bagé (em cogestão)


BANDEIRA VERMELHA (13): Cachoeira do Sul (em cogestão) Canoas (em cogestão) Capão da Canoa (em cogestão) Caxias do Sul (em cogestão) Ijuí (em cogestão) Lajeado (em cogestão) Palmeira das Missões (em cogestão) Passo Fundo (em cogestão) Pelotas (em cogestão) Porto Alegre (em cogestão) Santa Cruz do Sul (em cogestão) Santa Rosa (em cogestão) Santo Ângelo (em cogestão)


BANDEIRA LARANJA (7): Cruz Alta (em cogestão) Guaíba Erechim (em cogestão) Novo Hamburgo (em cogestão) Santa Maria (em cogestão) Taquara (em cogestão) Uruguaiana

Foto: Divulgação

Tchê Peq..png