top of page
  • Lenon Quoos

Cachoeira terá o 1º Simpósio Janeiro Branco na próxima terça-feira

A Secretaria Municipal de Saúde de Cachoeira do Sul, através da Equipe Multiprofissional de Atenção Especializada em Saúde Mental, serviço denominado AMENT, promove na próxima terça-feira, 24, o 1º Simpósio Janeiro Branco de Cachoeira do Sul, voltado aos cuidados com a saúde mental. O tema do encontro, que acontecerá no auditório da Sicredi, das 8h30min às 17h será “A vida pede equilíbrio”.

O Janeiro Branco é um movimento social dedicado à construção de uma cultura da saúde mental na humanidade. Seu objetivo é chamar a atenção dos indivíduos, das instituições, da sociedade e das autoridades para as necessidades relacionadas à saúde mental dos seres humanos.

A psiquiatra Ândrea Cruz, coordenadora da Ament, enfatiza ainda que o foco do simpósio é que cada serviço de Cachoeira do Sul voltado a esta área possa apresentar sua experiência em saúde mental. “Os cuidados não se resumem somente a consulta ou grupo de terapia. Ele vai muito além e vem desde o atendimento no posto ou na recepção”, destaca a coordenadora. O evento é voltado a todos os profissionais que integram a Rede de Atenção Psicossocial (Raps): Caps2, Caps AD, Caps i, TEAcolhe, TEAtende, Ament e Atenção Básica, assim como profissionais que atuam em postos de saúde, 8ª CRS, UPA, Conselho Municipal da Saúde e entidades não governamentais que atuem na área.

De onde surgiu o nome Janeiro Branco A psiquiatra Ândrea Cruz, coordenadora da Ament, explica que o mês de janeiro tradicionalmente representa o início de um novo ciclo por ser o primeiro mês do ano. Ele abre a portas para novos projetos e novos sonhos. A cor branca foi escolhida por, simbolicamente, representar “folhas ou telas em branco” sobre as quais é possível projetar, escrever ou desenhar expectativas, desejos, histórias ou mudanças que desejamentos ou sonhamos concretizar.


Dia 24 de janeiro

Primeiro Simpósio janeiro branco

A vida pede equilíbrio

Promovido pela equipe multiprofissional de atenção especializado em Saúde Mental (AMENT)

Temas: Manhã

8h e 30min – Abertura

9h – Atenção básica

Porta de entrada, como a saúde é vista pela atenção primária em saúde (Ellis + equipe unidade básica)

9h e 30min – Caps i

O impacto em liberdade, um novo olhar em Saúde Mental; Relato de experiência. (coordenadores + equipe)

10h as 10h e 15 min – Intervalo

10h e 15 min - SRT e RI

Cuidado em liberdade, um novo olhar em Saúde Mental; Relato de experiência. (coordenadores + equipe)

10h e 45 min – TEAtende e TEAcolhe

Impacto de atuação no município, relato de experiências. (coordenadores + equipe)

11h e 15min – Discussões

Temas: Tarde

13h e 30 min – Retorno

13h e 45 min – Caps AD

Benefícios das Oficinas na Saúde Mental. (coordenadores + equipe)

14h e 15 min – Caps 2

Experiência da atuação da enfermagem e AT em atendimentos externos; A importância das Oficinas Terapêuticas para a Saúde Mental. (coordenador + equipe)

14h e 45 min – Intervalo

15h – Emater/ Rs – Ascar

Relato de experiências de atuação articulada com a rede do Município. (Isabel e atenção básica atuante).

15h e 30 min – UPA

Saúde Mental na atuação de Urgência e Emergência. (Priscila + equipe).

16h – Discussões

Foto: Equipe da Ament: Janaína Teixeira (psicóloga), Neide Pereira (assistente social), Ândrea Cruz (psiquiatra) e Ingrid Osório (psicóloga)

Comments


bottom of page