• Da Redação

Cachoeira vence e terá Centro de Referência Macrorregional do Autismo

A Secretaria de Saúde do Estado publicou o resultado preliminar do edital de seleção de propostas de Centros Macrorregionais de Referência (CMR) em Transtorno de Espectro Autista (TEA).


Conforme a avaliação da Comissão de Julgamento, Cachoeira do Sul foi uma das três cidades que conquistaram o CMR. Agora, o município aguarda o ato de contratualização. A sede será junto a US1 (INSS), que terá um ambiente reformado e adaptado para a implementação do Centro.

"O Centro Macroregional de Referência ao Autismo era uma sonho e uma luta de centenas de famílias que está se tomando realidade. Fico feliz de lutar por uma causa tão especial e que com este projeto muitos terão uma renovação de esperança e atendimento real em suas vidas", declara Leandro Balardin, que trabalhou junto na elaboração do projeto cachoeirense e reforçou a importância do município ter este Centro junto ao Governo do Estado.


"É uma questão muito importante para Cachoeira, para todas as pessoas que tem o TEA e seus familiares, para buscar todas as informações sobre o transtorno e também atendimentos", comemora a psicopedagoga Daniela da Silva Von Rohr, mãe de um autista adolescente e responsável pelo projeto vencedor. Objetivos do TEAcolhe

Os objetivos do TEAcolhe são qualificar os profissionais das diferentes áreas de atendimento no tema do autismo, sensibilizar a sociedade quanto à inclusão da pessoa com autismo e da família e horizontalizar o atendimento multiprofissional integrado à pessoa com autismo e à família.


“Vamos nos empenhar para que essa política seja transversal e permanente, e que possa fazer a diferença na vida das famílias e de todos aqueles que terão assistência com qualidade nos centros regionais. Tenho certeza que colocará o Rio Grande do Sul na vanguarda de uma política que fará a diferença, porque atende a uma real necessidade. As pessoas terão acesso a uma política pública em defesa da vida, da infância até a parte adulta, com direito a um atendimento acolhedor, respeitoso, qualificado, estimulador e, acima de tudo, inclusivo”, destacou a secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann. Edital de aprovação

lista-propostas-classificadas
.pdf
Download PDF • 427KB


Foto: Leandro Balardin


Tchê Peq..png