• Da Redação

Cachorros derrubam homem de bicicleta e família pede conscientização das pessoas

Na madrugada de terça-feira, 19 de janeiro, o chefe do setor de entrega Emerson Madrid do Prado, 37 anos, sofreu uma queda da bicicleta no horário de trabalho, na Rua Ramiro Barcelos, no Bairro Prado, após ser atacado por alguns cachorros que estavam soltos na rua, fazendo com que se desequilibrasse e caísse.


Emerson estava retornando do centro e em direção à sua residência, quando notou que os cães saíram de um pátio e o avançaram. Segundo ele, um morador próximo ajudou ele a se levantar e prestou o primeiro atendimento.


Na queda, Emerson acabou colidindo o rosto no chão, que resultou em fratura na região da sobrancelha, edemas nos olhos, além de fratura na perna direita e escoriações no corpo inteiro. Posteriormente, foi encaminhado ao HCB onde foi atendido, e no momento permanece em repouso em casa e sendo medicado.


A sua esposa Maria Eduarda Pereira, afirma que possuem consciência de que os cachorros não tem culpa, mas sim o dono que é responsável pelos cães. "As pessoas tem que se conscientizar de que tudo o que o cão fizer a responsabilidade é inteiramente do dono", afirma.


Ela revela que tem cachorros e gatos em casa e que cuida muito para que eles não saiam para a rua. "A minha casa é murada e gradeada e cuidamos muito para que não saiam justamente para não acontecer esse tipo de situação", ressalta.


Conforme Eduarda, esse já é o segundo acidente que acontece com Emerson na Ramiro Barcelos no período de um ano e meio. "Colegas do meu marido também já foram mordidos nessa região, pois tem muitos cachorros soltos", salienta.


Eduarda afirma que agora Emerson está procurando os direitos e vendo o que se pode fazer. "Já fomos na delegacia fazer um boletim de ocorrência e também na prefeitura. O objetivo é que através disso que ocorreu, as pessoas se conscientizem de que os cachorros precisam de cuidado. Devem deixar dentro do pátio sempre. Ele estava em horário de trabalho. Como ocorreu com ele, também pode acontecer com carteiros, entregadores. A finalidade é de que as pessoas usem isso que aconteceu para melhorar o mundo. Do contrário será tragédia atrás de tragédia", enfatiza.

Foto: Divulgação


1/1190