• Da Redação

CACISC entrega sala de Videomonitoramento para 35° BPM


O presidente da CACISC – Câmara de Agronegócio, Comércio, Indústria e Serviços de Cachoeira do Sul, Fábio Renato da Silva, entregou na tarde desta sexta-feira, 17/04, a sala da Central de Videomonitoramento concluída, para o comandante do 35 BPM, Major Rodrigo Righes Sartori. O compromisso assumido pela entidade de custear a construção está cumprido, e contou também com patrocínio e a doação de recursos de diversas empresas, empresários e entidades, e a parceria e participação muito importante do Executivo Municipal, através do vice-prefeito Cleber Cardoso e do atual secretário de Obras, Isaias Machado, e também da Secretaria de Planejamento, que foram responsáveis pelo projeto e execução da construção.


“Estamos cumprindo nosso compromisso de garantir todo o material necessário para a construção desta sala, tão importante para a instalação do sistema de videomonitoramento da nossa cidade, por isso continuaremos a campanha de arrecadação para doações de recursos financeiros nesta última fase, para finalizar todo este processo”, declarou o dirigente da CACISC. O valor total dos materiais utilizados na obra ficou em R$ 53.500,00, e, conforme o presidente Fábio Silva, ainda falta arrecadar cerca de R$ 25 mil.


O mais importante neste momento, conforme frisou Silva, é que a empresa contratada para a implantação do sistema pode dar início à instalação e testes dos equipamentos da Central de Videomonitoramento, que ficará à cargo dos militares do 35 BPM. “Este projeto representa um avanço muito importante para a comunidade cachoeirense, pois proporciona uma ferramenta muito eficiente de prevenção a crimes. As lideranças que participaram deste projeto estão de parabéns”, declarou o Major Sartori.


Saiba mais


No ano de 2017, as entidades empresariais conseguiram, através da CACISC, a destinação de recursos de Emenda Impositiva do gabinete do então Deputado Federal José Otávio Germano, no valor de R$ 400 mil, para implantação do sistema de videomonitoramento, o que irá beneficiar muito a prevenção e elucidação de crimes, por sua vez melhorando a qualidade de vida da sociedade de Cachoeira do Sul.


Como doar


A CACISC abriu uma conta específica para esta campanha no Sicredi, onde as doações de qualquer valor podem ser feitas diretamente e a entidade faz a comprovação financeira relativa à necessidade contábil dos doadores. São aceitas doações de qualquer quantia em dinheiro, destinada 100% para a aquisição dos materiais necessários para a construção. Os depósitos podem ser feitos na conta específica desta campanha de arrecadação, coordenada pela CACISC, na agência 0155 do Banco Sicredi, Conta Corrente número 94788-1.



Foto: Divulgação

Tchê Peq..png