• Da Redação

Central de monitoramento da Covid-19 será ampliada a partir desta segunda em Cachoeira

Entre as ações desenvolvidas durante esta semana pela Secretaria da Saúde, no que tange à intensificação das medidas de controle do coronavírus no município, destacou-se a ampliação e readequação da central de monitoramento da Covid-19. Anteriormente dividido entre duas unidades (parte da equipe na sede da secretaria e parte no Departamento de Vigilância em Saúde – DVS), o serviço agora foi concentrado no antigo Hospital da Liga, está sob nova coordenação técnica, e integrado por médicos, enfermeiros, agentes comunitários de saúde e uma assistente social, contabilizando 13 profissionais, incluindo nos horários que serão desempenhados em home office.


Além do atendimento via telefone, a partir desta semana os servidores receberam tabletes para realizarem a comunicação dos resultados dos exames da Covid e orientações aos pacientes via aplicativos de mensagens instantâneas (whatsapp). “O aperfeiçoamento do serviço é uma das reações do governo municipal frente a esta nova investida do coronavírus”, explica o secretário da saúde, Marcelo Figueiró.


Com a ampliação da equipe de atendentes e dos recursos tecnológicos, a proposta é dinamizar os contatos em menor tempo, já que, com o aumento da demanda, a central não vinha conseguindo dar retorno em tempo hábil à lista de espera de pacientes com suspeita da doença. A equipe informa diagnóstico dos exames realizados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e na rede particular – laboratórios e farmácias da cidade. A central de monitoramento da Covid-19, a partir da próxima segunda-feira, 24 de maio, passará a operar nos seguintes horários: das 8h às 12h e das 13h30min às 21h de segundas às sextas-feiras e das 8h às 12h aos sábados e domingos.

Como funciona o Monitoramento Covid-19 da SMS

Para que se entenda como funciona esse sistema: as coletas de amostras colhidas na UPA seguem para os laboratórios (muitos deles fora do município e com prazos de devolução diferentes), que emitem seus laudos para o Departamento de Vigilância em Saúde (DVS). Os resultados são tabulados e encaminhados, via e-mail, para a Central de Monitoramento. É neste setor que, caso a caso, o diagnóstico é incluído no prontuário do paciente junto ao Sistema Integrado Municipal de Saúde (Simus).


Passada esta fase, com os dados disponíveis para consulta em rede, é que os profissionais entram em contato com os pacientes positivados ou não para a doença, com as orientações específicas. Quando há queixas de persistência dos sintomas, estes atendimentos são transferidos para a equipe médica que, via telemedicina, prioriza o acompanhamento destes quadros, sempre com o intuito de evitar a evolução da síndrome gripal.

Telefones:

(51) 3724-6060

(51) 3724-2086

(51) 99610-5477

(55) 99676-4505

Whatsapp:

(51) 99212-7886

(51) 99316-4647

(51) 99481-7196

(51) 98930-3309

Foto: Divulgação/ Ascom Secretaria Municipal de Saúde

Tchê Peq..png