• Da Redação

Cesta básica sobe 0,11% no mês de maio em Cachoeira do Sul

A Pesquisa da Cesta de Produtos de Consumo Popular, divulgada pelo curso de Administração da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) na última sexta-feira, 19, aponta que 36 produtos dos 75 pesquisados apresentaram aumento de preço, 33 produtos tiveram preços mais baixos que o mês anterior e 6 produtos não sofreram alteração de valor. Comparando o mês de maio de 2020 versus o mês de abril de 2020 tivemos uma variação de preços com

acréscimo de 0,11%.


Agora, são necessários 1,15 salários mínimos para comprar os 75 produtos pesquisados nas quotas adequadas para suprir uma família de 4 pessoas. Nesta pesquisa, os cinco maiores vilões foram: Pimentão, Cera de Assoalho, Álcool de Limpeza, Amaciante de Roupas e Chuchu.


Saiba mais: Os produtos que têm maior impacto no orçamento dos produtos da Cesta Básica, comparados aos destacados no mês anterior, apresentaram o seguinte comportamento:


Pimentão – aumento de 56,29%;

Cera de Assoalho – aumento de 50,46%;

Álcool de Limpeza – aumento de 48,17%;

Amaciante de Roupa – aumento de 41,66%;

Chuchu – aumento de 35,44%;

Beterraba – queda de -31,80%;

Cenoura – queda de -29,26%;

Chocolate em Pó – queda de -24,18%;

Repolho – queda de -22,46%;

Esfregão de Aço – queda de -18,45%;

Arroz – queda de -8,49%;

Feijão – aumento de 8,36%;

Carne Bovina – queda de -2,70%;

Óleo de Soja – aumento de 4,90%;

Leite – aumento de 16,93%;

Gás – queda de -1,46%.


Importante: Concluindo sobre o desempenho e comportamento da Cesta Básica, o Consumidor necessita dispor de R$1.197,39 para fazer a aquisição de sua Cesta Básica.

1/1170