• Da Redação

Colheita da soja no RS atinge 5% da área e déficit hídrico preocupa

A colheita da soja segue bastante lenta no Rio Grande do Sul, conforme é possível notar no levantamento elaborado pela Emater-RS. Até o dia 18 de março, 5% da área de 6 milhões de hectares foi colhida. Na semana passada 1% estava colhido.

Normalmente o estado já teria colhido em torno de 16% da área de soja até o momento. No ano passado, nesta mesma época 25% da área tinha sido colhida, mostrando o tamanho do atraso por lá.


Segundo a Emater a falta de chuvas no estado está deixando algumas regiões preocupadas, já que as plantas começam a definhar. “A diminuição rápida da umidade do solo e a grande necessidade de aporte de água pelas plantas provocaram sintomas de déficit hídrico, principalmente no final da tarde, em diversas regiões nas culturas anuais de verão”, diz a Emater.


Segundo o produtor de soja de Santiago (RS) Darci Dani, a área ficou sem receber chuvas por pelo menos 1 mês e as lavouras plantadas mais tardiamente sofreram. A colheita começou na semana passada, mas ainda “Na última terça-feira recebemos uma chuva de 20 mm a noite, graças a Deus. Já fazia 32 dias que não chovia. Neste fim de semana tá mostrando que pode ter mais chuva. Já colhi 40% da minha área e, essa soja, está vindo muito boa. Plantei essa em outubro, tive falta de chuva no começo, mas depois deu tudo certo e ta vindo com um potencial bom. Já essa tardia que estava vindo boa, ficou esses 32 dias sem água, que é muito, e muitas plantas já morreram”, afirma.

Foto: Darci Dani

Tchê Peq..png