top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Com 30 denúncias, fiscalização da Prefeitura não gera nenhum flagrante de soltura de fogos de artifício no Ano Novo

A Prefeitura de Cachoeira do Sul, através do setor de fiscalização de posturas da Secretaria Municipal de Obras, recebeu cerca de 30 denúncias de soltura de fogos de artifício na noite de 31 de dezembro, véspera de ano novo.


A fiscalização se intensificou às 19h e se estendeu até 1h da madrugada do dia 1º de janeiro, mas nenhuma das denúncias pode ser confirmada em flagrante. De acordo com o fiscal Jerônimo Siqueira, dois fatores impediram que a fiscalização foi mais efetiva: a falta de endereço preciso das denúncias (todos os denunciantes informaram a soltura apenas com ponto de referência) e ainda o fato da soltura dos fogos acontecer rapidamente.


“Como o pico acontece a meia-noite, não temos como atender a todos os chamados ao mesmo tempo. Quando chegamos no local indicado, as pessoas já não estão mais na rua. E não podemos ingressar dentro das casas”, explica o fiscal.



APREENSÃO – Na sexta-feira (29) a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Secretaria Municipal de Indústria e Comércio junto com a Patram, apreenderam fogos de artifício com estampido em seis estabelecimentos comerciais. Todos os seis estabelecimentos foram notificados e receberam prazo de 15 dias para apresentar sua defesa junto a Secretaria de Indústria e Comércio. Caso não apresentem ou a defesa não seja aceita, será emitido o auto de infração com multa de R$ 20 URMs, valor que representa R$ 1.780,20.



Comentarios


bottom of page