• Lenon Quoos

Com duas expulsões e pênalti a favor do Inter, GreNal termina no 1 a 1

Neste sábado, 3, o Gre-Nal 428 tomou conta da tarde. O clássico, disputado na Arena era válido pela 13ª rodada do Brasileirão e terminou empatado em 1 a 1 depois de um jogo quente, que contou com uma expulsão para cada lado e pênalti a favor do Inter. A última vitória do Internacional aconteceu no dia 9 de setembro de 2018, quando fez 1 a 0 diante do rival. Para as escalações, a dupla sinônimo de sucesso nos últimos anos, está fora por ter contraído coronavírus. Geromel e Kannemann jamais foram derrotados em Gre-Nal quando atuaram juntos. 


O início de jogo começou bem faltoso e quase não andava. Musto tocou para Cuesta, que foi derrubado por Darlan e logo em seguida, Cortez tocou para Pepê, que levou a chegada por trás de Heitor, parando mais uma vez. Aos 11 minutos, Orejuela recebeu de Matheus Henrique e cruzou, mas Heitor cortou. No rebote, Cortez acionou Pepê, que chutou longe do gol de Lomba. Cortez avançou pela esquerda e cruzou para Diego Souza, que superou Cuesta por cima, mas mandou direto nas mãos de Lomba. E chegou a vez do Inter levar perigo. Heitor recebeu o lançamento de Cuesta, invadiu a área e chutou cruzado, mas a bola passou bem perto do gol de Vanderlei.


Com 27, o Grêmio saiu em velocidade. Alisson acionou Diego Souza. A bola sobrou para Matheus Henrique, que chutou, mas ela desviou e saiu por cima do gol de Lomba. Na sequência, Alisson cobrou falta na área. Lomba tirou de soco. Diego Souza tocou para Pepê, que carimbou Heitor. No rebote, Matheus Henrique ainda chutou, mas Cuesta cortou firme. Edenilson lançou Galhardo de primeira. O atacante derrapou, mas ainda ficou com a bola, ao tentar passar por David Braz, a bola correu demais e saiu pela linha de fundo.

Aos 38, Lucas Silva recebeu na intermediária, driblou Patrick e chutou forte. Lomba voou e fez uma grande defesa. O início do segundo tempo começou pressionado pelo Grêmio. Logo aos dois minutos, Alisson cobrou falta na cabeça de David Braz, que mandou para fora. Mostrando que a insistência deu resultado, o gol do Grêmio saiu. Diego Souza, mesmo sendo vigiado de perto por Cuesta e Moledo, achou Pepê, que encobriu Marcelo Lomba para abrir o placar.


Seguindo o embalo do primeiro gol e após erro na saída de bola, Alisson avançou e chutou, mas encontrou Lomba no meio do caminho e evitou o segundo gol do Grêmio. Aos 22 minutos, Diego Souza caiu no gramado com dores no rosto e o árbitro optou por checar o VAR após os jogadores apontarem que houve agressão no lance. Depois de ver o árbitro de vídeo, Rafael Claus deu cartão vermelho para Musto por acertar o rosto de Diego Souza. Internacional com um a menos.


Em mais um lance duvidoso, o VAR foi novamente acionado, mas desta vez por um possível pênalti. No lance, Edenilson tentou o drible, mas a bola pegou na mão de Cortez. Após a revisão, Claus marcou o pênalti para o Internacional. Na cobrança, Thiago Galhardo bateu rasteio, o goleiro até acertou o canto, mas não conseguiu evitar o empate no clássico.

Foto: Divulgação

1/1156