• Da Redação

Comissão de Saúde se posiciona contra a antecipação de formaturas de medicina

Com relação ao texto da Medida Provisória (MP) nº 934/2020, que permite a antecipação da formatura de estudantes de medicina, que concluíram no mínimo 75% da carga horária do internato, para atuação no combate à pandemia de coronavírus, a Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do RS analisou e posicionou-se contrária a proposta. Em reunião ordinária virtual realizada na manhã desta quarta-feira, 22/04, os deputados que fazem parte do colegiado decidiram enviar ofício aos Ministérios da Saúde e Educação sobre o posicionamento. Segundo a presidente da Comissão, deputada Zilá Breitenbach, a antecipação pode trazer prejuízos à formação dos futuros médicos, que correm o risco de perder importantes vivências na fase final do curso, assim como conteúdos. "A análise feita pelos deputados encontrou também embasamento na fala do Cremers, uma vez que nesta manhã um dos nosso convidados da reunião foi o presidente do Conselho que afirmou ter a mesma opinião. Eles reforçou que esta medida não vai trazer benefícios para a comunidade, uma vez que a falta de recursos humanos está concentrada na área de terapia intensiva", explica Zilá. Os deputados ouviram do presidente do Cremers, Eduardo Trindade, a visão da entidade sobre a pandemia, e alguns temas que tem sido discutidos pela entidade, como: o aumento de leitos de UTI que esbarra na falta de profissionais formados para atender na área; o uso de EPIs deve ser constante para evitar a perda de profissionais capacitados para atuar no tratamento do Covid-19; a importância do aumento de testagem da população para saber como está a imunização e assim ter mais clareza na construção de estrategias para evitar o avanço da propagação do vírus; e sobre a flexibilização do distanciamento social e como ela pode afetar no achatamento da curva que até o momento segue conforme o esperado. "Se não tivermos o apoio popular nenhuma medida irá funcionar. Vejo este como o grande desafio que temos pela frente. Por isto neste momento a informação é uma grande aliada para que tenhamos a população a favor do que for decidido. Devemos pensar em um regramento único regionalizado para todo o RS", enfatiza Trindade. O infectologista do Hospital de Clínicas, Ricardo Kuchenbecker, conversou com os deputados sobre como o Hospital está atuando e respondeu as perguntas sobre leitos ocupados e a possibilidade de precisar montar leitos de retaguarda; sobre as testagens que o hospital tem feitos em seus pacientes e funcionários. Kuchenbecker também reforçou que o desafio é olhar o RS como um todo e agir localmente. Reunião extraordinária com a presença da secretária estadual de Saúde Para dirimir as duvidas dos deputados e apresentar as ações do Governo no combate ao Covid-19, na sexta-feira, 24/04, acontece uma reunião extraordinária virtual da Comissão de Saúde a partir das 16h, com a participação da secretária estadual de Saúde Arita Bergmann, que também deve tratar das novas estratégias de distanciamento controlado que devem ser introduzidas nos próximos dias. Representatividade Participaram da reunião os deputados: Edgar Pretto, Dr. Thiago Duarte, Franciane Bayer, Frederico Antunes, Gerson Burmann, Luis Augusto Lara, Mateus Wesp, Neri O Carteiro, Pepe Vargas, Silvana Covatti, Valdeci Oliveira e Zé Nunes, alem dos convidados - já citado o presidente do Cremers, Eduardo Trindade e o infectologista do Hospital de Clínicas, Ricardo Kuchenbecker.



Foto: Divulgação

1/1171