top of page
  • Lenon Quoos

Comissão Estadual dos Festejos Farroupilhas disponibiliza livro digital sobre a edição de 2023

A partir desta sexta-feira, 21, a Comissão Estadual dos Festejos Farroupilhas 2023 disponibiliza o livro digital (e-book): Centenário da Revolução de 1923. Ele apresenta e divulga os Festejos Farroupilhas de 2023 e pode ser baixado no site da Secretaria da Cultura. Organizado pelo Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul (IHGRS), o e-book tem como foco a Revolução de 1923 e serve de base para projetos culturais e trabalhos em escolas e em outras instituições sobre o tema.


O material contém informações sobre uma das precursoras do Movimento Nativista, Maria Luiza Benitez (Malu), patrona dos festejos deste ano. O leitor também encontra detalhes sobre a canção oficial, Nos tempos de 23, composta pelos músicos Fernando Espindola e Thomas Facco, do grupo Alma Gaudéria, e sobre a identidade visual das comemorações. Cintia Ruschel utilizou os lenços nas cores branco e vermelho para simbolizar os múltiplos significados do que é ser gaúcho, o estreitamento dos laços entre as etnias e as diferenças políticas que se manifestavam de forma fervorosa naquela época.

O livro reúne, ainda, mensagens do governador Eduardo Leite, da secretária da Cultura, Beatriz Araujo e da secretária adjunta e presidente da Comissão Estadual dos Festejos Farroupilhas de 2023, Gabriella Meindrad. O Movimento Tradicionalista Gaúcho o Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul também contribuíram com o e-book.


O governador avalia em seu texto, intitulado Uma história para todos, que os Festejos Farroupilhas são uma oportunidade muito especial para aquecer a alma e exaltar a história de um povo que sempre esteve preparado para enfrentar desafios.


“Percorrer estas páginas é revisitar personagens que hoje são nomes de avenidas e escolas em todos os cantos do Rio Grande do Sul e que precisam ser compreendidos para que possamos também nos entender como povo. Mas também permite iluminar a atuação de mulheres, índios e negros que protagonizaram capítulos igualmente marcantes do mesmo episódio e permanecem esquecidos”, afirma Leite.


Para a secretária Beatriz Araujo, o e-book é um convite a uma imersão em um capítulo importante da história do Rio Grande do Sul. “As informações sobre a Revolução de 1923, nos marcos de seu centenário, resultam de pesquisa documental e iconográfica realizada nos acervos do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul e do Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul e fazem alusão ao tema central dos Festejos Farroupilhas de 2023”, detalha.


“A aproximação simbolizada pelos lenços de chimangos e maragatos representa o desejo de convivência pacífica do povo gaúcho e o estreitamento dos laços de solidariedade e de cooperação entre diferentes grupos étnicos e sociais, muitos deles invisibilizados ou apagados dos registros históricos, como as mulheres, os negros e os povos originários”, explica a presidente da comissão dos festejos, Gabriella Meindrad. Ela ressalta o respeito à diversidade, às pessoas e aos seus ideais como um pilar essencial para a construção de uma sociedade democrática mais justa e inclusiva.


Centenário da Revolução de 1923

Buscando compreender a revolução de 1923, o livro digital também apresenta a sociedade sulina dos anos 1920, bem como o contexto cultural e social da época, em que houve uma grande demanda por mudanças. Modernização era a palavra de ordem do período, entrando em desacordo com a política conservadora dos governantes.


Esse foi o período da Semana de Arte Moderna e, posteriormente, do Movimento Verde-Amarelo. Foi o período em que as ideias de modernidade chegaram à política e aos jovens militares, culminando no movimento do Tenentismo, que exigia a reforma do Exército, o voto secreto e a participação no governo.


A obra analisa a trajetória e a cronologia do período, incluindo os motivos que levaram à Revolução de 1923. Trata também dos dias tensos, das armas, das lideranças republicanas e de oposição envolvidas, bem como do caminho para se chegar a um acordo de paz.


O ato de abertura oficial dos Festejos Farroupilhas 2023 será no dia 19 de agosto, com o acendimento da chama crioula no Parque Estadual General Bento Gonçalves, em Cristal.



bottom of page