• Da Redação

Condenação de Marlon por rachadinha é mantida no TJ

Os desembargadores da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul mantiveram de forma unânime, a condenação do deputado federal Marlon Santos pelo crime de improbidade administrativa, ocorrido quando ele foi deputado estadual e que é comumente chamado de "rachadinha".

Condenado a perda do cargo que ocupa e a inelegibilidade por oito anos, o parlamentar afirmou que a decisão do tribunal já era esperada, citando o que chama de ativismo judicial contra políticos no Brasil e reclamando de ter tido cerceado seu direito à defesa durante o processo. Marlon irá recorrer da decisão.

A partir do momento que esta decisão transitar em julgado ele se torna inelegível perante a Lei da Ficha Limpa. Esse fato impediria de concorrer à reeleição ao cargo de deputado federal, onde representa Cachoeira do Sul no Congresso Nacional.


Banner para site-1.png