top of page
  • Lenon Quoos

Defesa Civil alerta para nova ocorrência de ciclone extratropical em Cachoeira e região

A Defesa Civil de Cachoeira do Sul estará em estado de ATENÇÃO devido ao recebimento do Aviso Hidrometeorológico 214 emitido pela sala de Situação SEMA/RS. O aviso traz a atuação de uma área de baixa pressão, dando origem a uma frente fria, associada a um ciclone extratropical no Uruguai.

PREVISÃO DO TEMPO:

Entre a terça e quarta-feira, 25 e 26, as chuvas ganham força sobre o Sul gaúcho e parte da Campanha devido à atuação de uma área de baixa pressão, e posterior formação e avanço de uma frente fria associada a um ciclone extratropical no Uruguai.

Na terça-feira, 25, com a área de baixa pressão avançando e atuando na metade Sul do Rio Grande do Sul as chuvas ganham força nessas áreas, sendo persistentes e com forte intensidade. Há risco de volumes entorno 30 aos 45 mm/dia na Campanha e Sul, devendo chegar aos 70 mm/dia, pontualmente. Também há condições para temporais com eventual queda de granizo e rajadas de vento entre 40 e 60 km/h, isoladamente.

Na quarta-feira, 26, com a formação de uma frente fria associada a um ciclone extratropical sobre o Uruguai, as instabilidades se espalham para a maioria das regiões gaúchas, com risco de temporais pontuais, acompanhados de eventual queda de granizo e rajadas de vento entre 40 e 60 Km/h. Nas áreas da metade Sul, as chuvas seguem intensas e constantes, devendo trazer acumulados em torno dos 20 a 45 mm/dia. Por conta do ciclone sobre o oceano, o mar fica agitado na costa gaúcha.

A tendência é que na quinta-feira, 27, o ciclone já se afaste para o alto-mar e os ventos percam intensidade. Com o avanço de uma área de alta pressão atmosférica associada a uma massa de frio, o tempo firme predomina sobre o Rio Grande do Sul e as temperaturas entram em declínio.


No momento, as condições são de alerta para algumas áreas do Estado, a região Centro onde está Cachoeira do Sul e a Região Norte, permanecem em atenção. Os acumulados podem variar entre 60 a 80 mm, devendo chegar aos 100 mm em parte da Campanha e Sul Gaúcho.

CONDIÇÕES E PREVISÃO HIDROLÓGICA A condição hidrológica nos principais rios do Estado é de níveis normais e em declínio. Em virtude da previsão de precipitações volumosas para o Sul do estado, está prevista elevada resposta hidrológica nos rios dessa região. Sendo assim é indicada a condição de Alerta para as bacias Negro, Mirim-São Gonçalo, Camaquã e Santa maria, com a possibilidade de ocorrência de inundações gradativas e enxurradas onde chuva apresentar elevada intensidade.

RIO JACUÍ – CACHOEIRA DO SUL – Em Cachoeira do Sul o nível do Rio Jacuí está com 16,50 m a montante e 15,30 m a jusante, estando 2,50 m abaixo do nível normal que é de 18 m. O rio está em declínio baixando 1,79 cm/h. O monitoramento realizado entre a Defesa Civil Municipal e Estadual é realizado diariamente através de boletim e contato telefônico monitorando a situação de rios e barragens e a evolução do evento adversos através da Sala de Situação.

RISCOS, MEDIDAS PREVENTIVAS E AÇÕES DE RESPOSTA: - ENXURRADA: chuva intensa em um curto período pode causar colapso na drenagem pluvial e a água invadir pátios, residências e ruas bem como entupir calhas causando infiltrações. População deve em período seco antes da ocorrência do evento revisar bueiros internos e externos e calhas a fim de realizar limpeza preventiva. Caso o evento ocorra evitar subir em telhado com chuva ou úmido para evitar quedas, desligar o disjuntor de luz, evitar o contato com a água e acionar auxílio.

- INUNDAÇÃO: os altos volumes pluviométricos podem causar elevação do nível de rios e arroios, atingindo residências, estradas e pontes. O nível do Rio Jacuí está em média com 15,45 m- 2,55m abaixo do nível normal. Em caso de observação de elevação do nível de rio e arroio organizar os materiais para remoção, documentos, roupas móveis e utensílios, e acionar auxílio; em caso de pontes ou estradas inundadas não atravessar, buscar outo caminho que seja seguro e informar a Defesa Civil.

- SOLAPAMENTO DE MARGEM / MOVIMENTAÇÃO DE MASSA: em caso de movimentação de terra próximo a residências localizadas em margens de rios e arroio ou em encostas evacuar imediatamente a residência e solicitar auxílio. - RISCO DE QUEDA DE ÁRVORES: chuvas intensas podem ser seguidas de vento e isto pode ocasionar a queda de árvores e galhos, evite permanecer ou estacionar veículos sob árvores de grande porte, em caso de ocorrência solicite auxílio, em queda sobre residências desligue o disjuntor da luz e evacue a residência.

- QUEDA DE REDE ELÉTRICA, CABOS OU POSTES: não se aproxime, se possível sinalize o local, avise os órgãos de segurança, e comunique imediatamente a prestadora de serviço se possível com o código de cliente. CELETRO: (51) 3722 0900 – RGE: 0800 970 09 00

- DESTELHAMENTO DE RESIDÊNCIAS OU COLAPSO DE EDIFICAÇÕES: evacue o imóvel imediatamente e busque abrigo em local seguro, se possível desligue o disjuntor de luz e feche o registro de água.

CONTATOS PARA SOLICITAÇÃO DE AUXÍLIO EM CASO DE EMERGÊNCIAS DEFESA CIVIL: (51) 995358310 – Fone/WhatsApp – se possível enviar WhatsApp com nome completo, endereço, localização e imagens da

ocorrência.

CORPO DE BOMBEIROS: 193

SAMU: 192

CELETRO: (51) 3722 0900

RGE: 0800 970 09 00




Comentarios


bottom of page