• Da Redação

Dia 12 de maio é dedicado aos guerreiros que atuam na linha de frente da saúde

O dia 12 de maio é considerado o Dia Internacional da Enfermagem, assim como o Dia do Enfermeiro. Ele é comemorado mundialmente desde 1965, mas só foi estabelecidoa pelo Conselho Nacional de Enfermeiros em 1974. A data foi escolhida em homenagem ao nascimento da "mãe" da enfermagem moderna, Florence Nightingale.


Neste mesmo dia, profissionais da área se reuniram na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, para a 1ª Marcha da Enfermagem. Além de pedir a aprovação do PL 2295/2000, que prevê a redução da carga horária da categoria para 30h, e do PL 2564/2020, que determina um piso salarial fixo, os manifestantes lembraram das vidas perdidas para a Covid-19. Conforme uma das manifestantes, a enfermagem não aguenta mais e está sofrendo bastante na pandemia, onde mais de 700 enfermeiros já perderam a vida até agora nessa guerra contra a covid.

Todas as homenagens prestadas à essa classe no seu dia internacional são de pleno merecimento, já que há mais de um ano estes profissionais vem enfrentando com garra o coronavírus em uma pandemia que assola o país e o mundo, correndo riscos a todo momento para salvar vidas de outras pessoas.


Quase 600 profissionais

Atualmente, são 101 enfermeiros e 402 técnicos em enfermagem ativos que atuam no Hospital de Caridade e Beneficência (HCB) de Cachoeira do Sul, além de 71 enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem que atuam na rede pública cachoeirense, a quem devemos respeito, gratidão e admiração.

Foto: Divulgação

Tchê Peq..png