top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Governo publica regulamento do Concurso Nacional Unificado

Saiu o regulamento do Concurso Nacional Unificado (CNU). O documento foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União desta quarta-feira, 4.



O regulamento menciona a oferta de 6.640 vagas, além de outras informações que o governo vinha divulgando sobre o CNU.


Foi confirmada, por exemplo, a aplicação de duas etapas em todos os estados do país, além do Distrito Federal. As provas acontecerão em aproximadamente 180 cidades.


A primeira etapa será composta por uma prova objetiva ou objetiva e dissertativa, de acordo com as especificidades temáticas de cada bloco. Já a segunda fase contará com uma prova de títulos.


A critério de cada órgão, poderão ser aplicadas etapas adicionais de caráter eliminatório e/ou classificatório, conforme legislação específica de cada cargo.


O Diário Oficial da União elenca uma série de informações e dados sobre o Concurso Nacional Unificado (CNU), que deve começar a funcionar a partir do ano que vem para selecionar servidores públicos. E define a iniciativa como “modelo de realização conjunta para recrutamento e seleção para o provimento de cargos públicos no âmbito dos órgãos e entidades da administração pública federal direta, autárquica e fundacional”.


De acordo com a publicação, os objetivos do CNU são os seguintes:

  • promover igualdade de oportunidades de acesso aos cargos públicos efetivos;

  • padronizar procedimentos na aplicação das provas;

  • aprimorar os métodos de seleção de servidores públicos, de modo a priorizar as qualificações necessárias para o desempenho das atividades inerentes ao setor público; e

  • zelar pelo princípio da impessoalidade na seleção das pessoas candidatas em todas as fases e etapas do certame.

Confira aqui a publicação completa.


Em um diagnóstico feito pelo Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, a pasta aponta um aumento de demanda para preenchimento de cargos no serviço público federa. E cita dados do Painel Estatístico de Pessoal, de julho de 2023, afirmando que 16% do total de servidores federais têm acima de 60 anos, enquanto a média de idade dos servidores com vínculo ativo é de 47 anos.


“Além disso, 11,8% dos servidores se encontram em situação de ‘abono de permanência’, ou seja, há um grande quantitativo de pessoas próximas a deixar os quadros de trabalho da administração pública federal nos próximos anos, evidenciando a demanda pela reposição dos quadros funcionais da administração”, diz o diagnóstico.


Concurso para suprir saída de servidores

De acordo com um estudo da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), citado no texto do ministério, nos últimos 30 anos, a proporção de servidores públicos para cada 100 mil habitantes caiu de 170 para 78.


“O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos entende que para garantir o funcionamento adequado do aparato estatal requer uma maior institucionalização e estabilidade na realização de concursos públicos. As entradas de servidores devem ocorrer de forma mais previsível e contínua, evitando a paralisia de serviços públicos essenciais”, considera a pasta.



Comments


bottom of page