• Da Redação

Igor Noronha | Giro da Semana

GRANOL


A vinda do governador Eduardo Leite para trazer as escrituras à grande empresa demonstra prestígio junto ao chefe do executivo gaúcho. Assim, querer que sua vinda junte multidões, em plena pandemia, é de uma leviandade sem tamanho. Enquanto isso nossa gigante da soja vem movimentando semanalmente milhares de caminhões às suas dependências, gerando emprego e renda para nossa Cachoeira do Sul, para orgulho dos que torcem por esta terra. Quem só se serve, faz cara feia ou só enxerga defeito.


DEMAGOGIA


Estava demorando os que se servem de recursos públicos para viabilizarem seu negócio falarem que a invasão do site do Tribunal de Justiça é falta de segurança, etc. Invasão é exceção e o problema vem com o avanço tecnológico e as novas formas de agir e trabalhar das pessoas, pois a regra é utilização da tecnologia para economia de gastos e aproximar distâncias, apesar das conveniências defenderem fartos gastos públicos com acúmulo de papel.


FECHAR A TORNEIRA


Se quem tem a caneta não fecha, quem representa o povo, de onde emana todo o poder, pode fazê-lo. Decreto legislativo, limitação de publicações, através de projeto de lei e alteração no orçamento, são alguns exemplos. Tudo nas mãos dos 15 que a população elegeu.


POR FALAR NISSO


O aumento do trabalho remoto para diminuição de custos está na pauta do governo do estado. Em alguns órgãos a economia com energia, saneamento e material de expediente é milionária, mostrando que o governo digital está aí e não tem volta. Atividades presenciais somente naquelas em que se exija a presença física. Apesar disso a privatização da PROSSERGS, empresa estatal que cuida dos sistemas de informática do RS, está na pauta.


BANRISUL


Com lucro líquido de quase R$ 300 milhões nos primeiros 3 meses deste ano, o Banco que dá lucro, mas quer ser vendido por quem ocupa temporariamente o Piratini.


CENSO ESCOLAR


Portaria divulgada nesta semana definiu o cronograma de atividades do Censo Escolar da Educação Básica referente a 2021. Coordenado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), é o principal instrumento de coleta de informações da educação básica e a mais importante pesquisa estatística educacional brasileira.


ESCOLA CHINESA


A primeira escola da China, criada com o apoio financeiro de empresários chineses e do Consulado Geral do país no Rio de Janeiro, é inaugurada na cidade maravilhosa. A Escola Chinesa Internacional (ECI) é também a primeira escola do país asiático em um estrangeiro. Do reconhecimento ao professor aos elevados índices de avaliação internacional o modelo vem chamando atenção, pois a educação é uma boa ferramenta na habilidade que um país tem de influenciar o comportamento ou interesses de outros. A China é um dos maiores investidores estrangeiros no Brasil. É para lá que vai grande parte da nossa produção agrícola. Para se formar gestores, negociar, importar, é preciso conhecimento da cultura e do idioma ou alguém imagina que aprender inglês e ter haloween nas escolas serve para quê?


ESTAÇÃO AGRONÔMICA


O espaço que a UERGS tem nas Três Vendas está aguardando a liberação, no FNDE, de recursos de emendas impositivas (de pagamento obrigatório) para melhorar suas instalações. O presidente do Fundo Nacional para o Desenvolvimento da Educação é correligionário do Prefeito José Otávio. O Zé, que conhece como poucos entre nós os caminhos de Brasília, poderia interceder para cortar mais essa fita na sua gestão.

Igor Noronha

anúncie aqui!.png
1/1571