top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Iniciada a organização dos Festejos Farroupilhas 2024 e Pedro Ortaça será o patrono

A Comissão Estadual dos Festejos Farroupilhas realizou, na terça-feira, 20 de fevereiro, a primeira reunião de preparação para as festividades de 2024. Na ocasião, foi aclamado o nome do cantor, compositor e violonista Pedro Ortaça para ser o patrono dos festejos deste ano. O encontro aconteceu no Galpão Crioulo do Palácio Piratini e contou com a presença de representantes das 20 entidades parceiras que, conforme o decreto estadual 57.349/2023, compõem a Comissão.


“É uma alegria renovada ver tantas pessoas e instituições dispostas a construir estes festejos tão importantes para o nosso Estado. Estamos trabalhando com antecedência para afinar todos os detalhes. Quero demonstrar todo o meu respeito e admiração por aqueles que se dedicam a esse trabalho”, destacou a secretária da Cultura, Beatriz Araujo.


A secretária-adjunta da Cultura e presidente da Comissão Estadual dos Festejos Farroupilhas, Gabriella Meindrad, apresentou um histórico dos últimos dois Festejos Farroupilhas. “Após a pandemia, retomamos as atividades em 2022. Em 2023, os festejos foram marcados pela solidariedade aos atingidos pelas enchentes, com uma cavalgada solidária e a arrecadação de donativos”. Gabriella também abordou aspectos da programação e do regimento interno e destacou o compromisso da Comissão em valorizar a diversidade e a importância da homenagem ao patrono Pedro Ortaça.


A presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), Ilva Goulart, ressaltou a importância do apoio recebido. “O apoio de tantos nos torna mais fortes. Vamos fazer todo o possível para que os festejos aconteçam a contento de todos”.

O presidente da Fundação Cultural Gaúcha, Oscar Gress, falou sobre a organização conjunta dos festejos. “Organizar as atividades da data magna gaúcha não é tarefa simples e representa uma grande responsabilidade, mas tenho certeza que este grupo qualificado terá capacidade de cumprir esta missão.”


Na reunião, ficou definido que a comissão terá como vice-presidente Rogério Bastos, da Fundação Cultural Gaúcha, ao lado de Karina Contiero Silveira, da OAB/RS, e Ivana Maria Genro Flores, da Casa Civil, como 1ª e 2ª secretárias, respectivamente. A próxima reunião ficou agendada para 26 de março. As etapas seguintes do trabalho de organização incluem a elaboração de identidade visual e a escolha da música-tema, entre outras definições. Neste ano, o acendimento da Chama Crioula será realizado em Alegrete.


Sobre o patrono

Pedro Marques Ortaça nasceu em 29 de junho de 1942, em São Luiz Gonzaga, um dos Sete Povos das Missões. É cantor, compositor e violonista de música nativista. Foi eleito personalidade do século em São Luiz Gonzaga e é conhecido como um dos Quatro Troncos Missioneiros, junto com Jayme Caetano Braun, Noel Guarani e Cenair Maicá. Em 2006, foi agraciado com o Prêmio Vitor Mateus Teixeira, entregue pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.


Em 2009, lançou o DVD “Pedro Ortaça”, gravado em São Miguel das Missões, São Borja, São Luiz Gonzaga e Santo Ângelo. É Mestre das Culturas Populares Brasileiras – Prêmio Humberto Maracanã, do Ministério da Cultura, e tem mais de 120 músicas de sua autoria, consagrando-se como um dos principais baluartes da cultura gaúcha.


Homenagem a Jayme Caetano Braun

O tema dos Festejos Farroupilhas de 2024 é o “Centenário de Jayme Caetano Braun”. A Secretaria da Cultura (Sedac), reconhecendo a relevância cultural e intelectual do artista, propôs a homenagem, oficializada pelo decreto estadual 57.354/223.


Durante sua notável carreira, o artista compôs diversas payadas, poemas e canções, sempre destacando o Rio Grande do Sul, a vida campeira, os modos, saberes e práticas do sul gaúcho e do gaúcho sul-rio-grandense, bem como a natureza peculiar da região missioneira do Estado. Trata-se de um artista de suma relevância, cujo legado contribui para o fortalecimento e promoção da cultura e das tradições gaúchas.


Atualmente, a organização dos Festejos Farroupilhas ocorre em duas instâncias: o Estado define as diretrizes gerais, o tema básico e as atividades que envolvem as entidades públicas estaduais e, em âmbito local, os municípios programam e realizam suas manifestações culturais e artísticas. Em 2020, para melhor organizar e integrar as comemorações relacionadas à Revolução Farroupilha no Rio Grande do Sul, o governador Eduardo Leite criou uma Comissão Especial. Cabe a esse grupo a tarefa de unir os festejos mais importantes do ano em uma grande programação, que passou a constituir os Festejos Farroupilhas.


Em 2023, os Festejos Farroupilhas tiveram como tema “Centenário da Revolução de 1923”, e Maria Luiza Benitez como patrona. No ano anterior, o tema foi “Etnias do Gaúcho: Rio Grande, Terra de Muitas Terras”, e o patrono foi Adair de Freitas.



Comments


bottom of page