top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Leidy vai ao MP depor referente pagamentos realizados a empresa Bulsing Terraplanagem


A ex-secretária municipal de Agricultura e Pecuária, Leidy Marques Festinalli, compareceu no Ministério Público (MP) Estadual de Cachoeira do Sul na tarde desta quinta-feira, 14 de dezembro, para depor sobre o que sabia referente ao contrato do Executivo Municipal junto à empresa Bulsing Terraplanagem, uma das empresas alvo da investigação proferida pela Operação Fandango do MP. A investigação aponta que a empresa repassava valores semanais ao ex-prefeito de Cachoeira, José Otávio Germano.


Segundo Leidy, o que lhe assustou nos últimos dias ao ter acesso ao contrato - que até então ela não tinha conhecimento - e reparar que o contrato foi feito pelo atual Secretário Municipal de Governo, Fernando Cantarelli, que naquela ocasião era Secretário Municipal de Agricultura e Pecuária, pelo até então prefeito José Otávio e o procurador do Município, Hélio Garcia, que hoje está de volta ao Governo. "Acredito que essas pessoas que hoje estão de volta no Governo e que fizeram parte da assinatura desse contrato deveriam também ser afastados e investigados, assim como a atual prefeita, Angela Schuh. Não é possível que a Justiça seja cega para isso", destacou.


Em seu depoimento, Leidy ainda declarou que recebia "pressão" para realizar semanalmente pagamentos à empresa, isso porque o dinheiro que era repassado para a empresa e previsto no projeto eram oriundos do Imposto Territorial Rural (ITR), além de que esse pagamento deveria ser assinado pelo Secretário Municipal de Agricultura. "Hoje dá para entender a pressão que o secretário responsável pelo projeto fazia. O Cantarelli hoje retornou como interino na SMAP. Embora tenha sido suspenso pela investigação, o fato é que as pessoas que criaram esse contrato mal feito estão no Governo novamente", reforçou.



Comments


bottom of page