top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Mais de 750 mil imóveis estão sem abastecimento de água em 51 municípios

A severidade do desastre climático da última semana continua causando sérias consequências nos sistemas de abastecimento em 51 municípios gaúchos atendidos pela Corsan. Na atualização das 17h desta segunda-feira (6), são 750 mil imóveis impactados pela falta d’água nessas cidades. As regiões mais afetadas seguem sendo a Metropolitana, Nordeste e Central.


Em Alvorada, Canoas, Cachoeirinha, Esteio e Sapucaia do Sul – que estão 100% desabastecidas, com as estruturas operacionais comprometidas devido aos alagamentos – Viamão e Gravataí, a empresa mantém alerta de situação crítica. No total, são 490 mil imóveis sem água na região Metropolitana. Nesses locais não há previsão para a retomada dos serviços de abastecimento devido ao comprometimento das unidades.


Após a baixa do nível dos rios, serão avaliados os danos e então reparados os equipamentos. A Estação de Tratamento que alimenta Guaíba e Eldorado do Sul está funcionando com a ajuda de dois geradores de energia e com o fornecimento normalizado.


Nesta manhã, equipes técnicas da Corsan sobrevoaram as áreas atingidas pela inundação, evidenciando as dificuldades de acesso às unidades para os reparos necessários. Na tentativa de atenuar a situação nos locais mais críticos, a Companhia está tomando ações emergenciais para restabelecer parcialmente o fornecimento de água o quanto antes. Em Canoas está sendo instalada uma estação de captação flutuante – espécie de bomba – junto ao Rio Gravataí, no bairro Niterói.


A água será enviada para a Estação de Tratamento de Água Niterói, que está sendo preparada para voltar a operar até a noite desta quarta-feira (8). A unidade é responsável pelo abastecimento do lado leste da cidade (parte não atingida pelas enchentes). Isso representa 40% do município, mas que, atualmente, comporta aproximadamente 80% da população local. A Companhia também vai perfurar dez poços no Parque Eduardo Gomes, ampliando e agilizando a captação de água, bem como o tratamento e a distribuição para a população.


Já em Cachoeirinha estão sendo conectados 200 metros de rede – da estação de Captação de Gravataí, junto ao Rio Gravataí, até a tubulação localizada na alça de acesso da avenida papa João XXIII, que levará água bruta até a estação de tratamento. Com isso será possível abastecer 60% da população até a retomada plena do abastecimento.


Ainda, para atenuar os efeitos do desabastecimento à população dos municípios dessa região, 49 caminhões pipa atendem hospitais, postos de saúde e também abrigos para onde pessoas resgatadas estão sendo levadas. Mais 70 veículos com caixas d’água de 1000 litros estão percorrendo os municípios e instalados 50 reservatórios em pontos estratégicos dessas cidades.


Nesse sentido, a empresa reforça o pedido à população para que faça uso responsável da água que está sendo fornecida emergencialmente, priorizando as necessidades básicas. Sem esse cuidado, os locais que estão tendo o abastecimento restabelecido poderão ter falta de água novamente.


Em Lajeado, a operação na captação de água está sendo retomada, com previsão de que o abastecimento seja normalizado, gradualmente já nesta segunda. Na região Nordeste, são 163 mil imóveis desabastecidos em 31 cidades (Lajeado, Bento Gonçalves, Farroupilha, Feliz, Flores da Cunha, Gramado, Montenegro, entre outros).


Na região Central são 57 mil imóveis impactados em 10 municípios, sendo Agudo, Arrio do Tigre, Cachoeira do Sul, Dona Francisca, Rio Pardo, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Venâncio Aires, Silveira Martins e Lagoa Bonita do Sul. Já no Sinos, o desabastecimento ainda impacta 15 mil imóveis em Nova Santa Rita, Triunfo e General Câmara.


MONITORAMENTO DE BARRAGENS

As condições do entorno das três Barragens que entraram em Estado de Alerta na última semana permanecem inalteradas. Mesmo com a leve baixa no nível da água, por precaução, a Corsan segue monitorando as estruturas e mantendo o local isolado. As 359 famílias que vivem nessas áreas de risco, nas regiões de Santa Maria e Bento Gonçalves foram encaminhadas para abrigos e hotéis em zonas seguras dessas cidades.



Comments


bottom of page