top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Moradores fazem protesto contra saída de médica do posto de saúde do Ponche Verde

No início da tarde desta quarta-feira, 26 de junho, um grupo de moradores do bairro Ponche Verde se mobilizaram em frente ao posto de saúde da comunidade com o objetivo de fazer uma manifestação para que a médica Gleica Santos da Silva permaneça prestando atendimento na unidade. Gleica é contratada pelo Programa Mais Médicos e atua há um ano no posto.


Os moradores e pacientes da unidade argumentam que a dedicação da profissional é diferenciada e que após a sua chegada em junho de 2023, a qualidade dos atendimentos em geral melhoraram, já que o posto possui um histórico que não é exemplar em relação à prestação dos atendimentos, pois já foi alvo em 2022/2023 inclusive de situações escandalosas por condutas inapropriadas de um médico que atuava anteriormente.

A decisão dos pacientes se reunirem para essa reivindicação surgiu após receberem a notícia de que a médica seria remanejada para o posto de saúde do Centro Social Urbano e em seu lugar, seria alocado o médico José Luís na unidade da Ponche Verde. Essa mudança tem previsão de ocorrer na próxima segunda-feira, 1º de julho.


Uma moradora do bairro e paciente do local, diz que toda a sua família parabeniza o trabalho da médica. "Minha mãe é paciente oncológica e portadora da síndrome de Parkinson. Em anos anteriores tivemos inúmeros problemas com médicos que foram inseridos no nosso posto. Essa possível mudança está deixando toda nossa comunidade decepcionada, já que depois de tantos anos lutando por um profissional ético e humano, conseguimos a Dra. Gleica, que é simplesmente ímpar em seus atendimentos. Não entendemos o porque querem realizar essa troca sem nenhum motivo específico e sem explicações para a comunidade", enfatizou.


Portanto, parte da comunidade se empenhou na causa e pretendem criar um abaixo assinado para circular no bairro nos próximos dias. "A necessidade é expor a vontade da permanência da médica, pois estamos desesperados e inseguros com essa possibilidade. Eu, por exemplo, tenho minha mãe que é uma pessoa muito debilitada e com várias comorbidades. Então, o atendimento que temos hoje para ela e os demais está sendo excelente, nunca tivemos problemas com essa doutora. A própria médica e a equipe já nos relataram que não querem sair do posto e estão tristes com essa possibilidade. Inclusive ontem saiu um paciente chorando da unidade, porque já estavam agendando consulta com o próximo médico que vai assumir", frisou.


Nas redes sociais, vários usuários da unidade de saúde prestaram depoimentos sobre a possibilidade da troca, se mostrando contra a atitude da rede de saúde. "Como é um serviço prestado ao povo, temos que ter voz e buscar a solução", finalizou.


NADA DECIDIDO

O secretário municipal de Saúde, Daniel Rigon, esteve no posto de saúde na manhã desta quarta e conversou com a equipe sobre a questão. Já no início da tarde, na oportunidade em que os moradores estavam reunidos em frente à unidade, o vereador Magaiver Dias (PSDB) também ouviu os relatos dos pacientes e conversou com a médica.


Ao Fatos 24h, o secretário afirmou que ainda não tem nada decidido sobre a procedência que será tomada para o caso. "Já me disponibilizei para fazer uma reunião com a equipe juntamente com a comunidade interessada, o que deve ocorrer entre hoje e amanhã. O fato que leva a essa possibilidade de remanejo é de que tivemos conhecimento de que a médica teria se ausentado algumas vezes por problemas particulares, o que entendemos perfeitamente. Devido a isso, houveram reclamações de outra parte da população que também é usuária do posto e essa decisão ocorreria para que esse transtorno não voltasse a se repetir no futuro. A Doutora Gleica iria para o posto do Centro Social Urbano onde terá um segundo médico para lhe dar apoio e se ajustarem conforme suas necessidades. Dessa forma, a mudança ajudaria tanto a questão dela como a Doutor José Luís que será direcionado para o seu lugar no ESF Ponche Verde", explicou.


Rigon afirma que a decisão jamais seria para desmerecer ou desfazer o serviço prestado pela médica, que realmente é de excelente qualidade. "Nada está 100% confirmado, primeiramente irei me inteirar de ambas as partes para buscarmos uma melhor saída", finalizou.

Imagem: Reprodução.

Comments


bottom of page