top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Moradores pedem reforma para ponte da General Osório, parcialmente destruída em dezembro

Moradores do bairro Augusta estão reivindicando uma solução para a ponte da Rua General Osório, que teve as suas cabeceiras arrancadas em uma forte enxurrada ocasionada pelo temporal que assolou Cachoeira do Sul no último dia 22 de dezembro, apenas nove meses após de ter sido entregue à população.


Até o momento, nada foi resolvido e a passagem segue interditada neste ponto. "Precisamos que a passagem seja devolvida para nós, pois facilita o ir e vir de todos que moram por aqui", revelou um morador.


Até fevereiro de 2023, a comunidade fazia o uso de uma pinguela para atravessar a rua, que não apresentava segurança e não permitia a passagem de veículos. Agora, com a nossa estrutura, será permitida inclusive a passagem de veículos leves.


Em 17 de março do ano passado, o governo municipal entregou uma ponte no local que divide os bairros Barcelos e Augusta, passando sobre o Arroio Amorim. A obra foi feita em parceria entre as secretarias de Obras e Interior.

O pedido dos moradores era antigo e atendia a um compromisso assumido pelo governo junto aos moradores da região.


Já em maio, apenas dois meses após a entrega, a ponte necessitou passar pela primeira reforma, resultante de uma chuva que afetou parte da estrutura. Em dezembro, a forte chuva que resultou em muitos estragou no município, atingiu de vez a estrutura, que ficou comprometida.


A secretária municipal de Obras, Aline Machado, que está prestes a assumir a pasta, esteve neste sábado, 6 de abril, na localidade. Ela explicou ao Fatos 24h que existe um projeto de lei de uma verba de R$ 81 mil direcionada para a reforma da ponte, com o objetivo de recuperar a ponte. O projeto está com engenheiro responsável, para que o Município possa fazer a licitação.


A reforma será realizada por uma empresa terceirizada.


Imagem: Reprodução.

Comments


bottom of page