top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Pastor Luciano da Silveira | Beleza do Templo

1 Reis 8:1 ENTÃO congregou Salomão os anciãos de Israel, e todos os cabeças das tribos, os chefes dos pais dos filhos de Israel, diante de si em Jerusalém; para fazerem subir a arca da aliança do SENHOR da cidade de Davi, que é Sião. 

A beleza do Templo que Salomão edificou impressionou o mundo da sua época.


Pessoas importantes vinham de toda a parte do mundo para conhecer o templo e conferir de perto sua beleza arquitetônica. Quando tudo estava pronto, Salomão só fez a inauguração depois que trouxeram a arca da presença de Deus para o templo. Porque Salomão sabia que faria daquele lugar diferente não era sua beleza arquitetônica, e sim a presença da glória de Deus naquele lugar. Esta verdade é líquida e certa!


O que faz um lugar diferente é a presença e a manifestação da Glória de Deus. Durante a solenidade de inauguração do templo, a bíblia diz que a Glória de Deus invadiu aquele lugar e todos foram impactados ao ponto de não conseguirem ficar de pé. O que nos torna diferentes não é casa que moramos ou o carro que dirigimos e nem tão pouco a conta bancária. Mas, certamente é e a presença de Deus. Os irmãos de Davi eram homens de guerra, tinham respeito e admiração do povo. Porém, Deus escolheu Davi que era pastor de ovelhas e vivia no campo.


Tinha a pele maltratada pelo sol, uma profissão humilde, tinha cheiro de ovelhas e não chamava a atenção de ninguém, nem mesmo da família. No entanto, sua vida era cheia da presença de Deus. E quando chegou o momento, Deus o chamou para uma jornada incrível porque seu coração era o Templo de Deus. No coração de Davi a glória de Deus era real e verdadeira que impactava nas suas ações.


Quando a glória de Deus é uma realidade em nós, isso vai impactar nossas ações, nossa maneira de viver, de agir e tomada de decisões. Atraia a presença de Deus para sua vida, faça do seu coração um trono para Deus e a sua vida se tornará incrivelmente bela para a Glória de Deus.


Pastor Luciano da Silveira.

Comments


bottom of page