top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Plataforma do Governo para renegociar dívidas é aberta nesta segunda


A plataforma para dar continuidade ao programa Desenrola de renegociação de dívidas é lançada nesta segunda-feira. Poderão ser revisados débitos bancários e não bancários — como conta de luz, água, varejo, educação, entre outras — de pessoas que ganham até dois salários mínimos ou que estejam inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal (CadÚnico). Essa etapa do programa vai até o próximo dia 31 de dezembro.


Nesse momento, as dívidas com valor atualizado até R$ 5 mil poderão ser renegociadas à vista ou parceladas em até 60 meses, com juros de até 1,99% ao mês. Esse valor também terá a prioridade da garantia do governo Fundo de Garantia de Operações – FGO, que soma R$ 8 bilhões. Esse grupo de beneficiados poderá renegociar suas dívidas até o valor de R$ 5 mil. Já as dívidas entre R$ 5 e R$ 20 mil poderão ser pagas, nessa fase do programa, na Plataforma, à vista, com o desconto oferecido pelo credor.



Cadastro em contas prata ou ouro

Para ingressar na Plataforma e poder renegociar as dívidas é preciso fazer antes o cadastro no GOV.BR em contas prata ou ouro. Para realizar o processo, basta acessar a página da plataforma e seguir as coordenadas.


Leilão

Para obter bons descontos para a renegociação de dívidas, o governo realizou um leilão que contou com a participação de 654 empresas com dívidas a receber e alcançou R$ 126 bilhões em descontos ofertados, sendo R$ 59 bilhões para dívidas até R$ 5 mil e R$ 68 bilhões para dívidas entre R$ 5 mil e R$ 20 mil. A média do total de desconto foi de 83%. O lote com maior valor de desconto médio (96%) foi referente a dívidas em cartão de crédito.


O volume financeiro que poderá ser renegociado, após descontos, é de RS 25 bilhões, sendo R$ 13 bilhões para dívidas até RS 5 mil e R$ 12 bilhões para dívidas com valor entre R$ 5 mil e R$ 20 mil. Já o número de contratos de dívidas negociadas pode chegar a 60 milhões – 51 milhões para dívidas até R$ 5 mil e 9 milhões para dívidas acima de RS 5 mil.

Comments


bottom of page