top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Sindicato dos Servidores Municipais (Simcasul) é a favor do parcelamento do Faps, mas pede dinheiro da Aegea para amortizar dívida

O presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Cachoeira do Sul, Paulo Davenir Machado, entregou à prefeita Angela Schuh, na quinta-feira (18), um ofício onde a entidade se posiciona de maneira favorável ao parcelamento do FAPS.

Em entrevista ao Fatos 24h, o Davenir ainda salienta que o dinheiro da outorga da Corsan/Aegea (R$ 17 milhões) deveria ser usado para amortização da dívida do Faps, que hoje é cerca de R$ 33 milhões. "Este investimentos deveria ser aplicado no FAPS. E sem contar que foi repassado um valor de quase R$ 200 mil para reforma da sede do Simcasul e até agora nada, pois os valores foram depositado nas contas da Prefeitura" desabafa o Presidente.



Na manifestação, o Sindicato considera, principalmente, a posição do Conselho do FAPS. “O Simcasul firma a convicção que o melhor caminho a ser adotado, tanto para o funcionalismo municipal quanto para a sociedade como um todo, é que o referido Projeto de Lei deverá ser aprovado pelo Legislativo Municipal, proporcionando assim os investimentos necessários aos demais programas de governo, sem prejuízo ao Fundo de Aposentadoria”, diz um trecho do documento.


Além do presidente do Simcasul, assinam o documento os servidores Pedro Ângelo da Silva Filho e Régis Eduardo Leal Devilla, representantes do Sindicato no Conselho do FAPS. 


Foto/Fonte: Ascom Prefeitura Cachoeira

Comments


bottom of page