top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Corpo do cantor Chrystian é enterrado em São Paulo

O corpo do cantor Chrystian foi enterrado no fim da tarde desta quarta-feira (20), em São Paulo. O artista estava internado no Hospital Samaritano Higienópolis e a morte foi comunicada pela família nas redes sociais. A marcha fúnebre do cantor foi acompanhada por fãs, familiares e amigos, que prestaram homenagem a ele.


Ao longo do dia, o velório do artista teve a passagem de personalidades famosas como a cantora Roberta Miranda, a irmã de Gretchen, Sula Miranda, ex-cunhada do cantor, e também o irmão dele, Ralf, com quem o sertanejo tinha uma dupla. Em entrevista, Ralf revelou que não via o artista há quatro anos.


Em um boletim médico, o hospital explicou mais sobre as circunstâncias da morte do cantor. "O motivo do óbito foi choque séptico (infecção generalizada) em decorrência de pneumonia agravada por comorbidades. A instituição se solidariza com os familiares e amigos", informa o documento.


O artista estava internado em um hospital de São Paulo. Por meio de nota, a família lamentou a morte e disse que Chrystian dedicou 60 anos de sua vida à música sertaneja.


O sertanejo foi internado no Hospital Samaritano, em São Paulo, no mesmo dia de sua morte. A assessoria de Chrystian confirmou a informação a Quem, e afirmou em nota que o artista foi diagnosticado recentemente com uma condição que “exige repouso imediato e tratamento especializado”.

A equipe garantiu que o cantor estava seguindo todas as recomendações médicas, e disse que o show que o cantor faria em Franco da Rocha, em São Paulo, no sábado (22), estava cancelado pelos problemas de saúde dele.


Em fevereiro, ele foi internado para se preparar para um transplante de rim. O sertanejo tinha um rim policístico, distúrbio hereditário em que grupos de cistos se desenvolvem nos rins. Ele iria receber a doação de sua mulher, Key Vieira, por meio de uma laparoscopia.


Apesar de toda a preparação, a operação foi adiada após imprevistos nos exames pré-operatórios. “A cirurgia que eu ia fazer dia 11 foi adiada para o final do ano porque tive que colocar dois stents no coração. Esse trâmite e tratamento para fazer a cirurgia vai até o final do ano. Por conta deste tratamento não posso fazer agora a cirurgia”, explicou ele na época.



bottom of page