top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Desabrigados pela enchente recebem cuidados com saúde mental

Dando continuidade ao plano de atendimento dedicado aos desabrigados pela cheia do Rio Jacuí, atualmente alojados nas dependências da Paróquia Santo Antônio, a Secretaria Municipal da Saúde dedicou a tarde da última terça-feira, 19 de setembro, aos cuidados com a saúde mental desse público. A atividade foi desenvolvida pela psicóloga Najla Nassere, servidora do Caps II, através da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) da SMS. Primeiramente, a psicóloga aplicou uma dinâmica de grupo, através da qual as pessoas puderam manifestar suas questões emocionais e os sentimentos desta fase, a partir do abalo vivido com a enchente. “Por meio da técnica que desenvolvemos, os acolhidos puderam expressar suas frustrações, medos, traumas e desejos”, acrescentou a profissional, ratificando a importância de prezar pela saúde mental de quem viveu ou está vivendo uma situação traumática.



A ação promovida terça-feira passada pela Secretaria da Saúde, em apoio ao trabalho que vem sendo coordenado pela Secretaria Municipal de Inclusão Social junto aos desabrigados, vem ao encontro da Campanha Setembro Amarelo, dedicada à valorização da vida e prevenção ao suicídio. Na semana passada, em conjunto com a Defesa Civil, a SMS já havia realizado uma ação no abrigo para verificar as condições de saúde de adultos e crianças. Além de intermediar possíveis atendimentos médicos e de enfermagem junto à atenção básica, os servidores orientaram sobre a importância de todos ficarem atentos a sintomas de doenças frequentemente observadas após exposição à água da inundação, uma vez que esta tem possibilidade de contaminação pelo lixo e pela urina de ratos, causa da leptospirose.


Foto/Texto: Ascom Prefeitura Cachoeira

Comentarios


bottom of page