top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Adriana Palladino | A crueldade não tem idade!

Eu já estava com a minha coluna pronta para essa semana. O assunto? A importância da reciclagem! Mas, infelizmente, o caso da idosa que cometeu maus tratos contra dois gatos indefesos me fizeram rever o tema desta semana.


Recebi o pedido de ajuda na sexta-feira, com um vídeo inclusive. A pessoa que me pediu ajuda disse que já havia relatado ao poder público desde maio que os gatos estavam amarrados em cordas e nada foi feito. No momento que recebi a denúncia, encaminhei para meu querido amigo, Adriano, chefe da PATRAM, e em menos de 10 minutos a equipe já estava no local. Lá encontraram os 2 gatos, amarrados em cordas curtas. Ao ser questionada sobre os maus tratos a pessoa confirmou que fazia isso porque eles, os gatos, “miavam muito”.


É fácil entender a razão dos miados. O primeiro: estavam AMARRADOS, sem chances de fugir daquele inferno. Segundo, por não serem castrados e entrarem no cio. Quem conhece minimamente os gatos sabe que nesse período eles miam e por último e mais terrível, eles miavam de DOR!!!!!


É difícil compreender o que leva um ser humano a fazer uma atrocidade dessa de manter os animais presos, sem chances de sair daquela situação terrível e degradante, da qual eram submetidos sistematicamente. Algo que embrulha o estômago. O nível de crueldade é tamanho que a meu ver se agrava em se tratar de uma idosa de 69 anos.


A pergunta que cabe é, para que adotar? Para que manter os animais nessa situação?


Esse caso, graças a PATRAM, foi resolvido, e tantos outros? O que fazer?


Muitos acompanham os delegados Bruno Lima e Matheus Laiola nas redes e tantos outros que atuam averiguando denúncias. Na maioria das vezes, os covardes são encaminhados para a delegacia, mas você sabe como eles tem êxito em tantos casos? Eles têm provas antes de chegarem ao local. As pessoas denunciam já com provas irrefutáveis e é isso que falta aqui na cidade. Que as pessoas produzam as provas para que a PATRAM, por exemplo, já chegue ao local sabendo o que está acontecendo e possa confrontar o agressor.


Portanto, quero aqui deixar um novo canal de denúncias, para que assim, quem sabe, possamos ter a agilidade que esperamos dos órgãos públicos.


Sabe de alguma denúncia? Tem vídeos e fotos que comprovam? Então encaminhe para o seguinte e-mail: peloamigodenuncias@gmail.com Adriana Palladino

Комментарии


bottom of page