top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Adriana Palladino | A festa e os fogos!

A virada do ano é sempre um motivo para festejar! Comemorar o ano que findou e dar as boas-vindas ao que se inicia, fazendo pedidos, inclusive de paz e amor. Mas, como a pessoa pede coisas desse tipo se já inicia o novo ano desrespeitando o próximo?


Quantas vezes será preciso dizer o óbvio? Fogos com estampido não agradam ninguém. Ninguém gosta de ser incomodado com barulho alto. Quantas vezes vamos ter que explicar que idosos, recém-nascidos, autistas, animais, inclusive os pássaros, sofrem com essa prática totalmente desnecessária de soltar rojões?


Uma pesquisa feita na Holanda mostra que aves num raio de até 10 quilômetros de distância dos fogos são afetadas. No Brasil, foi feito um estudo que avaliou que a queima de fogos em Copacabana afetava toda a fauna no morro do Pão de Açúcar e entorno. Na minha opinião, começar o ano trazendo sofrimento para os outros não é a melhor forma de iniciar um novo ciclo.


Aqui em Cachoeira do Sul a fiscalização agiu. Tardiamente é verdade, mas chegou para inibir a venda dos fogos com estampido. Alguns pontos de venda foram identificados, os rojões confiscados e os donos notificados. Antes tarde do que nunca!


Mas, mesmo com toda a ação de fiscalização, campanhas de conscientização foram feitas tanto nas mídias sociais quanto no jornal local. Mesmo assim, tivemos ainda os que parecem não se sensibilizar com o sofrimento alheio! Tivemos em alguns pontos da cidade os fogos e como consequência, uma enxurrada de publicações nas redes sociais de animais perdidos pela cidade. A pergunta que fica é, até quando???


Temos que ser justos e entender que mesmo que a fiscalização atue para coibir essas criaturas, não tem como dar conta de tudo. Os fiscais eles precisam chegar no momento exato do ato para aí sim aplicar a multa. Têm que ser onipresentes para estarem em todos os locais ao mesmo tempo.  Portanto, minha sugestão é que no próximo Réveillon, filmem os irresponsáveis. Essa será a prova incontestável do ato e sendo denunciado, será devidamente multado!


O que se precisa ter é a consciência de cada um. É motivo de vergonha que ainda precisemos fiscalizar e multar algo que é mais do que comprovado que é maléfico e totalmente desnecessário. E principalmente é um CRIME! Respeitar as leis é um princípio básico de civilidade e cidadania.


Que no final desse ano que recém iniciou, essas pessoas tenham mais respeito pelo próximo e pelos animais.


Adriana Palladino.

 

Comments


bottom of page