top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Igor Noronha | Giro da Semana

A VOLTA DE JOG

A notícia alardeada sobre a volta à cidade do primeiro prefeito afastado pela justiça da nossa história política e que também renunciou (na verdade se escapou da cassação), deve passar despercebida a quem tem uma perspectiva melhor a oferecer ao cachoeirense, um projeto de cidade, muito melhor das vergonhas e retrocessos produzidos pela passagem dele pelo cargo mais elevado da cidade.


POR FALAR NISSO...

Só interessa a volta de JOG à política a quem, no tempo dele, se serviu muito bem dos cofres públicos para viabilizar seu negócio. A prefeita Ângela colocou certo freio nos abusos, basta uma olhadinha nas páginas. Não por acaso a provável candidatura dela não entusiasme e as primeiras críticas comecem a aparecer. O modus operandi é o mesmo (paga bem e é elogiado), desde os tempos do prefeito Witeck, conhecido como o mais responsável com o dinheiro público que passou pela prefeitura pós-redemocratização.


NÃO É BEM ASSIM

O que fica retido, caso o parcelamento do FAPS não seja pago é o FPM (Fundo de Participação dos Municípios). Dizer que o governo federal retém automaticamente o valor da parcela vai contra uma série de regras, inclusive da verdade.


FAZER A PARTE

O que a Prefeitura precisa fazer é provar (com ações concretas) que é depositária da confiança dos representantes do cachoeirense. Não li nada sobre medidas de economia como corte de gastos, enxugamento da máquina, etc.


CÂMARA

Novamente está sendo responsável por uma conta que não gerou. Quem fica com cerca de 93% do orçamento e não consegue pagar as contas não é o legislativo que aliás, ano passado, devolveu R$ 2,5 milhões à Prefeitura.


NA AREIA DA PRAIA

Minha recarga de baterias com a família foi aqui no RS, uma semana em Capão da Canoa. Costumo conversar com os vendedores. De um ouvimos que aqui é um dos poucos lugares do Brasil em que se pode ficar tranquilo quanto aos pertences e crianças à beira-mar. Que somos honestos. Deu (mais um) orgulho danado de ser gaúcho.


NA AREIA DA PRAIA II

Familiares que foram a Santa Catarina voltaram com virose. Notícias da presença de coliformes fecais na água são recorrentes por lá. Novo orgulho do nosso (nem sempre) chocolatão.


VENDA DA CORSAN

Já começam a serem sentidas mudanças internas entre os empregados da antiga estatal. Logo chegarão para quem paga a conta, os consumidores/usuários. Não se trata de pessimismo, mas de referência com o que aconteceu no mundo. Depois de entregarem à iniciativa privada, Paris, Berlim e outras 265 cidades pegaram de volta e retomaram a prestação pública dos serviços.


BR 290

Com os quase R$ 180 milhões investidos ano passado, o maior aporte financeiro desde que iniciaram as obras e 2014, a duplicação da rodovia que nos liga a Porto Alegre deu um salto. Em vários pontos, principalmente a partir de Pantano Grande, têm grandes canteiros de obras. Continuo acreditando que veremos a 290 duplicada entes da RST 403, que nos liga a Rio Pardo, totalmente pavimentada.


CONCURSEIROS, AOS ESTUDOS

Não é só o concurso unificado do governo federal que oferecerá quase 7 mil vagas. O governo gaúcho anunciou a reposição de 3 mil professores e concursos na área da segurança.



Igor Noronha

Comments


bottom of page