top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Igor Noronha | Giro da Semana

NOSSO FUTURO

Entra semana e sai semana e a única coisa que se discute na cidade para as eleições que acontecerão em torno de 260 dias são nomes. Não por acaso o que mais se ouve são as palavras desilusão, decepção, falta de esperança. Quem chegar lá em outubro com as seguintes respostas: a solução para o FAPS, para o desemprego, estradas do interior, a infraestrutura urbana e as questões climáticas, o melhor aproveitamento de potencialidades como o turismo, universidades e agroindústrias, como usar os escassos recursos da prefeitura de maneira mais eficiente (aí entra desde o lixo a colocar os mais aptos nos cargos), entre tantos exemplos, poderá levar a preferência de uma multidão desiludida.


CENTRO ADMINISTRATIVO

Tive a oportunidade de ver vários, é um local onde praticamente toda administração púbica (secretarias, departamentos, etc) fica localizada, evitando que a população se desloque para vários lugares quando precisa. É eficiente na economia em aluguéis, água, luz e combustíveis, pois os carros públicos não precisam se deslocar para levar documentos. Por aqui se teve a ideia de fazer o nosso, mas depois de muito anúncio (Fenarroz, Prédios do Kerber, Secretaria de Obras) nada de concreto e depois da Operação Fandango dificilmente sairá nesta gestão.


OPÇÕES

Temos dois prédios centrais que poderiam tranquilamente sediar várias Secretarias Municipais: O Shopping Orlando e a Sede Social do Clube Comercial. Do primeiro não sei muita coisa, a não ser o que se lê e o que se vê quanto à queda do seu movimento, lojas fechando, etc. Sobre o segundo foi tema de conversa ao redor da piscina com membro da atual diretoria. É de sentar, conversar e avaliar as possibilidades.


RESPONSABILIDADE

Quando um time de futebol vai mal o técnico é trocado. Por que razão a titularidade da Secretaria Municipal responsável por atrair empresas, gerar empregos, diante da debandada que vem acontecendo e da queda crescente no número de empregos com carteira assinada, segue no cargo? A prefeita Ângela pelas condições que assumiu e pelo papel que vem desempenhando, não precisa desse problema. O compromisso era do antecessor.


DESCANSO ETERNO

Vem de longa data a escassez de túmulos. O Cemitério das Irmandades apresenta problemas de estrutura, com parte do espaço cedendo. Uma boa alternativa seria aproveitar melhor o Jardim da Paz, mas o espaço não servindo apenas de morada eterna de muitos cachoeirenses, mas de depósito de material de obras da Prefeitura, há muito tempo. No cemitério municipal, contornadas as questões ambientais, tem um baita espaço na frente.


CONTRATOS EMERGENCIAIS

Depois que o Supremo Tribunal Federal decidiu o Tema 612 de 2014 o assunto ficou mais tranquilo para as prefeituras. Basta estarem presentes os requisitos da decisão para fazer a lei. É o nosso caso, sobre os profissionais da saúde cujo contrato termina dia 24.


LICENCIATURAS

Foram as primeiras a serem fechadas quando a crise bateu nas universidades privadas que alguns chamam de comunitárias para avançarem no cofre público. Agora, com recursos do governo estadual, voltam a reconhecer o papel dos cursos para o “futuro do estado”.


ACESSO RESTRITO AOS CAMINHÕES

Necessária iniciativa do governo do estado em restringir o trânsito de caminhões em algumas rodovias. A maioria dos acidentes acontece em vias de mão simples, elevando a importância da duplicação. Divulgando com bastante antecedência, os motoristas e as empresas de transportes podem se organizar para cumprirem seus compromissos.




Igor Noronha


Comments


bottom of page